Com um a menos, time paulista segurou vitória contra paranaenses até os 49 minutos do segundo tempo, mas acabou cedendo o empate

Mesmo com um jogador a menos, a Portuguesa esteve muito perto da vitória na partida desta quarta, contra o Coritiba. Um gol de Bill no último minuto, no entanto, impediu a Lusa de sair do Couto Pereira com os três pontos. Apesar de lamentarem o empate no fim, os jogadores do time paulista exaltaram o ponto conquistado fora de casa.

Com um a mais, Coritiba empata no fim com Portuguesa e vê G4 ameaçado

"Nós sabíamos que ia ser difícil. Fizemos o gol no propósito que a gente veio, no contra-ataque. Acabamos tendo essa dificuldade, com um jogador a menos é difícil. Mas saímos com a cabeça erguida, mostramos que podemos jogar. Quem tem que ficar triste é o Coritiba", disse o lateral direito Luis Ricardo à Rádio Bandeirantes de Curitiba.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

O discurso foi mantido pelo meia Bruno Henrique. Apesar disso, o jogador acredita que a performance do árbitro Arilson Bispo da Anunciação foi crucial para a Portuguesa não deixar o Couto Pereira com os três pontos.

"Vacilamos, mas infelizmente a arbitragem nos prejudicou. Ele (Arilson) minou o nosso time o jogo inteiro, com os cartões amarelos e a expulsão. Não sei se o gol do Bill foi irregular. É complicado, quando o juiz mina o time, o time recua. Mas estamos de parabéns. Empatar aqui com um a menos é um bom resultado", exalta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.