Equipe catarinense vencia por 1 a 0, mas sofreu gol no fim do segundo tempo

O Figueirense indicava uma reação após perder para o Avaí em clássico catarinense, mas acabou deixando a vitória escapar. Nesta quarta-feira, a equipe empatou por 1 a 1 com o Guaratinguetá fora de casa, sofrendo um gol aos 39 minutos do segundo tempo e perdendo a chance de se encostar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

Comente esta notícia com outros torcedores

O placar foi aberto para os visitantes aos nove minutos do primeiro tempo por Wellington Saci, que finalizou entre as pernas de Saulo depois de receber pela esquerda da área em contra-ataque iniciado por ele próprio e puxado por Ricardo Bueno. No fim do jogo, Allan cabeceou após cobrança de falta de Juninho para empatar o jogo.

Assim, o Guaratinguetá chega a quatro jogos sem perder em casa, enquanto, como visitante, perdeu as últimas três partidas. O Figueirense, por outro lado, chega a três jogos sem vitória fora de casa.

Veja como está a classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

O empate deixa o time catarinense na sexta posição da Série B do Campeonato Brasileiro com 23 pontos conquistados, três a menos do que o Paraná, último time do G4. O Guaratinguetá, por outro lado, ocupa a 17ª posição com 15 pontos.

FICHA TÉCNICA
GUARATINGUETÁ 1 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá (SP)
Data: 14 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (GO)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Rener Santos de Carvalho (AC)
Cartões amarelos: Juninho (Guaratinguetá); Bruno Pires, André Rocha, Maylson e Nem (Figueirense)
Gols: GUARATINGUETÁ: Allan, aos 39 minutos do segundo tempo
FIGUEIRENSE: Wellington Saci, aos nove minutos do primeiro tempo

GUARATINGUETÁ: Saulo; Murilo, Pedro Paulo, Wendel e Ruan; Júlio César (Allan), Tiago Ulisses, Juninho, Xuxa (Moacir) e Renato Peixe (Thiago Silvy); Douglas Tanque
Técnico: Carlos Octávio

FIGUEIRENSE: Neneca; Maylson, Bruno Pires, Guti e André Rocha; Nem (Luan), Dener (Marcelo Toscano), Wellington Saci e Tchô; Rafael Costa (Ricardinho) e Ricardo Bueno
Técnico: Adilson Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.