Claudinei nega pressão no Santos, mas quer encerrar a série incômoda

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

O time ocupa a 16ª posição no Campeonato Brasileiro, com 15 pontos ganhos. Mas os santistas estão há cinco jogos sem vencer no torneio nacional

O tropeço com o Vasco, no empate na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, deixou os jogadores do Santos e o técnico interino, Claudinei Oliveira, decepcionados. O treinador lamentou bastante o resultado, mas procurou minimizar o impacto que este empate pode ter no seu futuro no comando da equipe praiana.

Montillo lamenta tropeço: “Pontos que não podemos desperdiçar"

Ivan Storti/Divulgação Santos FC
Claudinei Oliveira, técnico do Santos

"Acho que seria fundamental para o Santos, em termos de classificação. O Santos não pode ficar numa situação incômoda, pela sua grandeza. Não posso me preocupar com isso, pessoalmente. Não posso colocar meu interesse acima do clube. Procurar ganhar para que o Santos possa ter mais tranquilidade", disse Claudinei.

O time ocupa a 16ª posição no Campeonato Brasileiro, com 15 pontos ganhos. Mas os santistas estão há cinco jogos sem vencer no Brasileirão - derrota para a Ponte Preta e empates contra Coritiba, Corinthians, Cruzeiro e Vasco.

"O campeonato de pontos corridos não privilegia quem empata. É melhor você perder uma e ganhar duas (partidas), do que ficar com uma sequência incômoda, sem vitórias. Todos os adversários são qualificados no Brasileiro, contam com grandes treinadores. São seis pontos que perdemos em casa (Coritiba, Corinthians e Vasco), que vamos ter de recuperar fora", concluiu o interino alvinegro.

Na próxima rodada, o Santos visita o Bahia, domingo, às 18h30 (horário de Brasília), na Arena Fonte Nova.

Leia tudo sobre: Claudinei OliveiraSantosigspbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas