Ex-jogador foi apresentado como o novo gerente de futebol do clube e bancou o técnico

Zinho é o novo gerente de futebol do Santos
Ricardo Saibun/Divulgação Santos FC
Zinho é o novo gerente de futebol do Santos

O ex-jogador Zinho foi apresentado na tarde desta segunda-feira, no CT Rei Pelé, como o novo gerente de futebol do Santos . Em seu primeiro dia no novo clube, o profissional elogiou a estrutura oferecida e acredita que poderá desenvolver um bom trabalho na Vila Belmiro.

Comente esta notícia com outros torcedores

"É uma honra poder trabalhar aqui, um prazer ter sido lembrado por um clube como o Santos. Agora, espero poder desfrutar dessa estrutura. É o meu primeiro dia no Santos, mas o que estou vendo está me agradando. Espero contar com a colaboração de todos neste trabalho e pretendo me dedicar 100% ao clube, para poder fazer o meu melhor. A estrela maior é o Santos, essa é a minha linha de raciocínio. Vamos fazer o melhor para o clube. É uma alegria iniciar esse trabalho", disse Zinho.

O novo gerente também falou sobre os seus primeiros contatos com a direção santista. Na conversa, Zinho destacou que lhe foi passado que Claudinei Oliveira deverá continuar como técnico, apesar de o Santos ter sondado Ney Franco e Abel Braga, ambos desempregados atualmente.

Veja como está a classificação da Série A do Brasileirão

"Conversei com os dirigentes e o treinador é o Claudinei. Ele não é treinador interino, é o técnico do Santos. Ele está no cargo por competência, pelo grande trabalho que desenvolveu na base, e se o colocaram aqui no time principal é porque ele tem competência para exercer essa função. Seria injusto eu fazer qualquer comentário sobre o Claudinei. Até porque, tudo o que eu recebi sobre ele, das pessoas que trabalham aqui no Santos, foram as melhores referencias possíveis", comentou o dirigente.

Após a sua entrevista coletiva, Zinho conversou com Claudinei no gramado do CT, ao fim da atividade do Santos, que se reapresentou nesta segunda, após o empate em 0 a 0 com o Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro, neste domingo, no Mineirão.

Flamengo é passado

Zinho também comentou sua passagem pelo Flamengo como dirigente, em momento conturbado do clube carioca: "O Flamengo já passou, fez parte de um período da minha vida e foi uma grande oportunidade. Sou grato pela chance, que foi boa para o engrandecimento da minha carreira. Com certeza tive erros e acertos, mas foi bom para o meu currículo e para que, no futuro, eu possa não repetir erros que tive. Foi um aprendizado. Agora, o meu momento é o Santos e espero desenvolver o meu trabalho, ajudando para que tenhamos o melhor ambiente possível, com harmonia e alegria, dando todo suporte aos atletas e a comissão técnica", afirmou.

No Flamengo, durante os sete meses de sua passagem como gerente de futebol rubro-negro, Zinho teve que administrar problemas internos, como os que ocorreram com Ronaldinho Gaúcho e Adriano Imperador. "Não sei se a palavra certa para esse tipo de situação era crise. Acho que, dentro do que cabia a mim, foi feito o possível. Como falei, não vou voltar atrás, pois posso ter agradado alguns, desagradado a outros. Isso é algo normal do futebol. O importante é que tenho a consciência tranquila e não me arrependo de nenhuma atitude nesses casos. Porém, como disse antes, isso é passado", ponderou Zinho.


* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.