Volante do Corinthians fez seu sexto gol pelo clube e encaminhou vitória no Pacaembu

Ralf comemora seu gol, o primeiro do triunfo corintiano contra o Vitória no Pacaembu
Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta Press
Ralf comemora seu gol, o primeiro do triunfo corintiano contra o Vitória no Pacaembu

Ralf tinha até domingo 210 jogos e cinco gols com a camisa do Corinthians . Por isso, o cabeça de área comemorou muito ao balançar a rede de Wilson no triunfo por 2 a 0 sobre o Vitória . A vibração teve um sorriso largo, movimentos frenéticos dos braços e abraços de todos os companheiros --- os do banco de reservas também ---, tão incrédulos quanto ele.

Veja a tabela completa do Brasileirão

"Agora são seis gols aqui. Foi um gol importante", afirmou o volante, que dedicou o lance, um chute da entrada da área com certa contribuição do camisa 1 adversário, ao pai. "Para todos os pais, na verdade, mas especialmente para o meu, que veio ver o jogo. Pude dar a camisa e o gol para ele."

Apesar do cabelo moicano, Ralf preferiu não celebrar o momento como fazem outros jogadores de estilo capilar semelhante. "É difícil eu fazer gol. Os companheiros até brincam, pedem que eu faça alguma dança, mas, quando faço gol, não tenho nem tempo de pensar em dancinha."

A alegria do camisa 5 foi completa porque o Corinthians, mais uma vez, não levou gol. Com só seis bolas buscadas na rede de Cássio em 13 rodadas de Campeonato Brasileiro, a equipe do Parque São Jorge tem, de longe, o sistema defensivo mais seguro da competição.

"Minha função é defender, a gente sabe como é importante ter segurança ali no nosso setor. Faço um golzinho aqui, outro ali, mas o mais importante é não tomar gols mesmo. Conseguimos fazer mais uma boa partida nesse sentido contra o Vitória", comemorou o cão de guarda alvinegro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.