Time mineiro chega a 23 pontos e ocupa o quinto lugar apenas por conta dos critérios de desempate

O Boa Esporte fez bem o dever de casa nesta sexta-feira, e venceu o Icasa por 1 a 0, no estádio Melão, em Varginha. O triunfo confirma a ascensão da equipe de Varginha na Série B do Brasileiro, já que a Coruja do Sul de Minas completou a sétima partida seguida sem perder e já começa a encostar nos time do G-4.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

O gol do jogo foi anotado pelo atacante Francismar, que aproveitou rebote da zaga visitante e finalizou com a canhota, no canto esquerdo baixo do goleiro João Ricardo. Com o resultado, o Boa Esporte dá um salto na tabela de classificação e chega aos 23 pontos, no quinto lugar, mas pode perder posições no complemento da rodada. Já o Icasa fica estacionado nos 16 pontos.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o Boa Esporte terá compromisso fora de casa, visitando o Paraná Clube, jogo marcado para a próxima terça-feira. Já o Icasa joga no mesmo dia, diante da torcida cearense, recebendo o ABC-RN.

O jogo

Atuando em Varginha, o Boa Esporte iniciou a partida pressionando os cearenses do Icasa, que apostou na marcação forte, na tentativa de surpreender nos contra-ataques. Coube ao veterano Marcelinho Paraíba a missão de organizar o meio-campo boveta, e o jogador fez o possível para ajudar a equipe do Sul de Minas, com bons lançamentos e nas bolas paradas.

Após cobrança de falta de Paraíba, a zaga visitante cortou mal, e aos 13, Francismar pegou o rebote e mandou um petardo com a perna canhota, acertando o canto esquerdo baixo do goleiro João Ricardo, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o gol de abertura do placar no Melão. Mesmo em vantagem, a Coruja seguiu agressiva, não permitindo que o Icasa reagisse na sequência.

Aos poucos, o time boveta diminuiu o ritmo, mas seguiu melhor no jogo, aproveitando a noite sem inspiração da equipe visitante. O primeiro ataque com relativo perigo do Icasa só aconteceu aos 28, quando Chapinha, da entrada da área, tentou arremate colocado, mas errou o alvo, com a bola passando sobre o travessão.

Insatisfeito com o desempenho de seus comandados, o técnico Sidney Moraes pediu que o Icasa adiantasse as linhas de marcação, com os meias se aproximando mais dos atacantes. Com essa postura, os visitantes cresceram no jogo e passaram a criar algumas jogadas de perigo, equilibrando o confronto no final da primeira etapa.

Em desvantagem no placar, o Icasa voltou melhor para o segundo tempo, equilibrando as ações, e deixando a partida mais movimentada, com espaços para as duas equipes atacarem. Além de bola parada de Marcelinho Paraíba, o time de Varginha passou a usar as laterais do campo, mas sentiu falta de um centroavante de ofício, Marcelo Macedo e Fernando Karanga foram desfalques nesta sexta-feira.

Errando muitos passes, o Verdão do Cariri encontrou dificuldades do meio-campo para frente, já que faltou criatividade e os atacantes ficaram muito isolados. Para melhorar o poderio ofensivo, Sidney Moraes trocou o volante Guto pelo atacante Leandrinho, mas a alteração surtiu pouco efeito prático.

Aos 26, o Boa Esporte encaixou um ótimo contra-ataque com Marcelinho Paraíba, que deu assistência açucarada para Vinicius Hess, que finalizou para excelente defesa João Ricardo. No final do jogo, a Coruja procurou administrar o placar, mas sofreu pressão dos cearenses antes de comemorar mais três pontos na conta.

FICHA TÉCNICA -  BOA ESPORTE 1 X 0 ICASA

Local: Estádio Melão, em Varginha (MG)
Data: 09 de agosto de 2013, sexta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Arbitro: Marcos Mateus Pereira (MS)
Assistentes: Vanderson Antônio Zanotti (ES) e Pedro Martinelli Christiano (PR)
Cartões amarelos: Grafite, Malaquias, Francismar e Leandro (Boa Esporte); Guto, Neylor, Juninho Potiguar e Radamés (Icasa)
Gol:
BOA ESPORTE: Francismar, aos 13 minutos do primeiro tempo

BOA ESPORTE: Leandro; Grafite, André Astorga, Everton Luiz e Petros; Rodrigo Souza, Betinho, Malaquias (Juba) e Marcelinho Paraíba; Francismar (Vinicius Hess) e Luiz Paulo (Marabá)
Técnico: Nedo Xavier

ICASA: João Ricardo; Neílson, Neylor, Luis Gustavo e Carlinhos; Guto (Leandrinho) (Adalgísio Pitbull), Radamés, Elanardo e Chapinha (Alex Willian); Juninho Potiguar e Tadeu
Técnico: Sidney Moraes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.