Botafogo cede empate ao Atlético-MG no fim e vê Cruzeiro ficar na liderança

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Com o empate em 2 a 2, time carioca chega aos 24 pontos e se iguala aos cruzeirenses, mas levam desvantagem nos critérios de desempate

Angelo Pettinati/Agif/Gazeta Press
Ronaldinho é cercado por Gilberto e Vitinho

O Atlético-MG voltou a mostrar um futebol de qualidade após o período de festas pela conquista do título da Libertadores. O time mineiro enfrentou o Botafogo, nesta quarta-feira, no Independência, e ficou no empate em 2 a 2, mas atuou relativamente bem contra um adversário que vai brigar para vencer o Campeonato Brasileiro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O primeiro gol do jogo foi anotado por Elias, desviando cobrança de escanteio pela esquerda. O Atlético-MG empatou com Ronaldinho em cobrança de falta perfeita. No segundo tempo, Lodeiro recolocou os visitantes na frente e Luan deixou tudo igual no placar, já nos acréscimos. O resultado faz do Cruzeiro o líder do Brasileirão

Confira a classificação do Brasileirão

Botafogo e Cruzeiro, que venceu o Criciúma por 2 a 1, têm os mesmos 24 pontos. Mas os mineiros levam vantagem nos critérios de desempate e ficam com a liderança. Já o Atlético-MG, que tem um jogo a menos, chega a 11 pontos e sai da zona de rebaixamento.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG terá compromisso no próximo sábado, enfrentando o Náutico, na Arena Pernambuco. Já o Botafogo, joga no mesmo dia, mas enfrentando o Goiás, no Maracanã, nova casa dos cariocas, enquanto o Engenhão passa por reformas.

Veja os gols de Atlético-MG x Botafogo


O jogo

Atuando com força praticamente máxima, o Atlético-MG iniciou o duelo contra o Botafogo mostrando a mesma vontade de vencer que foi vista pela torcida do Galo durante toda a Libertadores. Logo aos cinco minutos, Ronaldinho fez lançamento perfeito para Luan, mas Jéfferson saiu bem do gol e evitou a abertura do placar.

Brigando pela liderança do Brasileiro, o Botafogo também jogou buscando a vitória, o que gerou uma grande partida no Independência. Contando a força das arquibancadas do Horto, os atleticanos apresentaram um pouco mais de volume de jogo, explorando principalmente a velocidade de Luan e Tardelli pelos lados do campo.

Sem Seedorf, poupado por conta de dores musculares, Oswaldo de Oliveira escalou Elias, mas foi Rafael Marques que apareceu no meio para armar as jogadas em várias oportunidades durante o jogo. A estratégia armada pelo treinador do Botafogo surtiu efeito aos 14, quando Elias apareceu na posição de centroavante para desviar cobrança de escanteio e abrir os trabalhos no Independência.

O gol dos cariocas mudou pouco o cenário do jogo, que seguiu com equilíbrio de forças e com o Galo atacando mais. Com muita movimentação, a principal peça ofensiva do Atlético-MG foi Diego Tardelli, mas com Ronaldinho também mostrando muita vontade. Aos 24, R10 cobrou falta e obrigou Jéfferson a fazer grande defesa.

Se na primeira falta de R10, o goleiro do Botafogo trabalhou bem, na segunda falta do craque, aos 28, Ronaldinho acertou o ângulo, em cobrança com selo de qualidade para empatar o jogo enlouquecendo a torcida do Galo no Horto. Após empatar o duelo dos alvinegros, o Atlético-MG intensificou a pressão, perseguindo a virada.

Como não conseguiu chegar ao segundo gol, o Galo voltou para a etapa complementar com a mesma postura dos 45 minutos iniciais, ou seja, agredindo o Botafogo, que passou a apostar nos contra-ataques. Em uma das chegadas dos visitantes Vitinho mandou uma bomba contra a meta do goleiro Victor, que jogou para escanteio.

Aos poucos, o time do Rio de Janeiro reequilibrou as ações, deixando a partida aberta, com alternância de chances para os dois lados. Aos 13, a defesa atleticana deu espaços para o uruguaio Lodeiro, que mostrou categoria para finalizar cruzado, acertando o canto de Victor, que não conseguiu evitar o gol do Botafogo.

Em desvantagem no placar, os donos da casa se lançaram totalmente para o campo de ataque, mas encontraram problemas na bem postada zaga botafoguense. Aos 48, já no apagar das luzes, Luan conseguiu chegar ao empate e vibrou muito com gol, que evitou a quarta derrota seguida do Atlético-MG no Brasileiro.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-MG 2 X 2 BOTAFOGO
Local:
Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 7 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Paulo Cesar Silva Faria (MT)
Cartões amarelos: Luan, Pierre e Josué (Atlético-MG); Gilberto, Lodeiro, Bolívar, Julio Cesar e Jéfferson (Botafogo)

Gols
ATLÉTICO-MG: Ronaldinho Gaúcho, aos 28 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 48 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Elias, aos 14 minutos do primeiro tempo; Lodeiro, aos 13 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson (Júnior César); Pierre, Josué (Rosinei), Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli (Elder); Luan e Jô
Técnico: Cuca

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro (André Bahia) e Vitinho (Lucas Zen); Elias (Sassá) e Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: botafogoatlético-mgbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas