"Talvez eu esteja equivocado, mas a penalidade contra e uma penalidade a favor, não marcada, nos prejudicaram muito", reclamou o treinador após revés por 4 a 2

Após o revés contra o Sport, por 4 a 2, na noite da última terça-feira, o técnico Leandro Campos elegeu a arbitragem como principal responsável pela oitava derrota do ASA na Série B do Campeonato Brasileiro.

"O time do Sport criou um alto grau de dificuldade para nós no primeiro tempo. Sofremos um gol, mas fomos buscar o empate. Solucionamos os problemas de marcação com a entrada do Fabiano e ficamos à frente do marcador na etapa final. Talvez eu esteja equivocado, mas a penalidade contra e uma penalidade a favor, não marcada, nos prejudicaram muito", reclamou o treinador.

Para Campos, os desfalques também impediram que o ASA conseguisse vencer em casa e se distanciar da zona de rebaixamento. Lesionados, o atacante Lúcio Maranhão, o lateral esquerdo Chiquinho, os volantes Glaybson e Reinaldo Silva e o meia Didira não enfrentaram os pernambucanos.

"Além dessas baixas, alguns atletas ainda não estão 100%, como foi o caso do Elionar Bombinha (contratado na última semana). Estamos conscientes das dificuldades e também conhecemos as carências. A direção está nos dando tranquilidade para minimizar os problemas. Temos um jogo de fundamental importância contra o América-MG na próxima rodada e precisamos de calma, paciência. Além disso, temos que esperar que esses atletas que estão no departamento médico possam estar conosco o mais rápido possível", completou.

Beneficiado pelas derrotas de São Caetano, América-RN e Paysandu, o ASA segue na 16ª colocação, com os mesmos 13 pontos da equipe paulista, que está na 17ª posição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.