Rivais chegam em estado de ânimo bem diferentes para o clássico desta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro

Santos, de Neílton, busca recuperação
Miguel Schincariol/ Gazeta Press
Santos, de Neílton, busca recuperação

Há cerca de dez dias, o momento do Santos era promissor e o Corinthians parecia em marcha lenta no Campeonato Brasileiro . Aí o time da Vila Belmiro jogou mal na derrota para a Ponte Preta e foi massacrado pelo Barcelona em amistoso na Espanha, o que fez serem questionados o técnico Claudinei Oliveira e a diretoria. Já o clube do Parque São Jorge teve triunfos convincentes sobre Grêmio e Criciúma, passando a ver o hexacampeonato brasileiro como uma possibilidade real.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Chegam em estados de ânimo bem diferentes os times ao clássico de quarta-feira, marcado para as 21h50 (de Brasília), na Vila Belmiro. Os donos da casa, grogues pelo nocaute levado do novo time de Neymar, esperam recobrar os sentidos diante de uma torcida revoltada e de um rival que parece ter a confiança e a disposição finalmente em dia.

"O resultado foi muito ruim. O que podemos falar para o torcedor é que o sentimento é que morreu um parente. Você não quer acreditar, mas precisa seguir a vida. Tivemos uma noite infeliz, um jogo muito ruim, mas pedimos que a nossa torcida nos apoie contra o Corinthians, pois será muito necessário para que voltemos bem à nossa realidade", afirmou Claudinei, ciente da dificuldade de conter o abatimento após os 8 a 0 sofridos no Troféu Joan Gamper.

Tite, técnico do Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Tite, técnico do Corinthians

Oposto, o papo do outro lado é frear a empolgação. Tite insiste em primeiro entrar no G4 para depois falar em alcançar o líder -- a distância atual para a ponta da tabela é de seis pontos -- e pede também muito cuidado nas declarações sobre o Santos. Ao menos na segunda parte, ele vem sendo atendido.

"A gente espera um Santos com muita vontade, como sempre acontece quando eles enfrentam o nosso time. Não é porque eles perderam de oito lá que a gente pode pensar que vai ganhar facilmente aqui", afirmou o meio-campista Renato Augusto, novamente titular no clássico.

O camisa 8 ganhou uma chance contra o Criciúma por causa do desgaste de Emerson e foi muito bem. Como o Sheik entrou no final e levou o terceiro cartão amarelo, Renato está novamente escalado. A formação será a mesma que definiu rapidamente o triunfo em Santa Catarina no final de semana. Apesar do desastre, a escalação do Peixe também deverá ser parecida com a do último jogo, apenas sem Thiago Ribeiro, ainda em busca da melhor forma.

FICHA TÉCNICA -  SANTOS X CORINTHIANS
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 7 de agosto de 2013 (quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

SANTOS: Aranha; Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca e Cícero; Leandrinho, Montillo e Neílton; Giva (Willian José)
Técnico: Claudinei Oliveira

CORINTHIANS: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Romarinho, Danilo e Renato Augusto; Guerrero
Técnico: Tite

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.