Em momento ruim no Brasileiro, Atlético-MG recebe o líder Botafogo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Mineiros perderam os três jogos disputados pelo Brasileirão após o título inédito na Copa Libertadores

Vitor Silva/SSPress
Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo

Uma grande atração. Assim deve ser o duelo desta quarta-feira entre Atlético-MG e Botafogo, que acontecerá às 21h50 (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Comente esta notícia com outros torcedores

De um lado o Botafogo, embalado por duas vitórias consecutivas, sendo a mais recente por 3 a 2 no clássico contra o Vasco, e disposto a se manter na liderança, atualmente conquistada com 23 pontos. Do outro lado, aparece o campeão da Copa Libertadores, que não vem nada bem no Brasileirão, em que figura na zona de rebaixamento com dez pontos e com três derrotas seguidas. No último domingo os mineiros foram atropelados pelo Flamengo, caindo por 3 a 0.

Os dois treinadores parecem bem realistas quanto ao que suas respectivas equipes podem esperar para a sequência do Campeonato Brasileiro. Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, deixa claro que sonha em lutar pelo título.

"A nossa luta nesta primeira parte do Campeonato Brasileiro é conseguir se manter no pelotão de frente para, na hora certa, tentar dar uma arrancada e estar brigando pelas primeiras colocações. Sabemos que ainda tem muita coisa para acontecer na competição, mas estamos procurando fazer o nosso trabalho da melhor maneira possível. Esse jogo contra o Atlético Mineiro é muito importante dentro desse nosso planejamento", disse Oswaldo.

Andres Stapff/Reuters
Cuca, técnico do Atlético-MG

Já Cuca, comandante do Atlético, sabe que as chances de título não são grandes e já parece com a cabeça nas competições que estão por vir, como a Copa do Brasil e o Mundial de Clubes da Fifa.

"Nós sabemos que em termos de título as nossas chances são muito poucas, pois estamos treze pontos distante do líder. Portanto, é mais inteligente focarmos nas competições que realmente possam representar conquistas. Mas no Brasileiro vamos procurar fazer o nosso melhor, a começar por esse jogo de quarta-feira", disse Cuca, que entre 2006 e 2008 dirigiu o Botafogo, criando muita identificação com os torcedores.

Ocupando apenas o 17º lugar com dez pontos, o Atlético-MG precisa voltar a vencer no Brasileiro para deixar a zona de rebaixamento. Os jogadores admitem que existiu relaxamento após a conquista da Libertadores, mas deixam claro que chegou a hora de acabar a festa e o time encarar o Brasileiro com seriedade.

Para duelar contra o Botafogo, o Atlético terá força praticamente máxima, as únicas ausências serão Bernard, que negocia ida para o futebol da Ucrânia, e Leandro Donizete, lesionado. O técnico Cuca poderá contar com as presenças de Jô, recuperado de lesão, e com o craque Ronaldinho Gaúcho, poupado do duelo contra o Flamengo. O jogador garante motivação para voltar a defender o Atlético-MG.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro da Série A

"Estou motivado por voltar a jogar, depois de dias só treinando, reencontrar a torcida e poder jogar com o Seedorf. Não é momento de poupar ninguém, mas sim de fazer uma preparação melhor, para ficar livre de lesões e aguentar o restante da temporada normalmente", disse.

O avante Jô cobra reação no Brasileiro, e afirma que chegou o momento de voltar a jogar bem e vencer os jogos. "Temos que voltar a jogar bem que as vitórias virão. Todo mundo se acostumou a ver o Atlético-MG jogar bem, então, a situação incomoda, mas vamos retomar o bom futebol e voltar a vencer", declarou.

O goleiro do Atlético sabe da importância do clube vencer. "Estamos na zona de rebaixamento e isso realmente é algo que em nada nos agrada. Mas sabemos que tem muita coisa para acontecer e precisamos começar a ganhar. Estamos focados nesta partida contra o Botafogo para começarmos a mudar a nossa realidade na competição", disse Victor.

Ganhar também é a meta dos botafoguenses, que prometem uma postura ofensiva. "Nós estamos mostrando ao longo do Campeonato Brasileiro que podemos sonhar com os objetivos mais nobres da competição e estamos ganhando o respeito dos adversários. Portanto, não vejo motivos para atuarmos de maneira acuada contra o Atlético Mineiro. Respeitamos o adversário, mas o nosso pensamento é buscar a vitória", prometeu o atacante Rafael Marques.

No Botafogo, Oswaldo de Oliveira não tem problemas de lesão ou suspensão e, diante disso, vai optar por repetir a escalação que foi vitoriosa contra o Vasco.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X BOTAFOGO-RJ

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 7 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50(de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Paulo Cesar Silva Faria (MT)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Josué, Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli; Luan e Jô
Técnico: Cuca

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Lodeiro e Vitinho; Rafael Marques.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Leia tudo sobre: atletico-mgbotafogobrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas