Polícia Militar queria evitar dois jogos na capital no mesmo dia, porém a CBF transferiu a partida entre Portuguesa e São Paulo para domingo

PM quer evitar confronto entre torcidas no domingo
AP
PM quer evitar confronto entre torcidas no domingo

A Polícia Militar foi contrária à realização de dois jogos na capital paulista, no domingo, mas teve de acatar a decisão da Confederação Brasileira de Futebol de adiar o duelo entre Portuguesa e São Paulo (no Canindé) para o mesmo dia de Corinthians  x Vitória (no Pacaembu).

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Segundo a Federação Paulista de Futebol, não há outra data possível. Como realmente vai ser no domingo, a medida que adotamos foi solicitar que, ao menos, as partidas fossem em horários diferentes", diz o Tenente Razuk, do 2º Batalhão de Choque, responsável pelo policiamento em praças esportivas da cidade de São Paulo.O jogo do Corinthians foi mantido às 16 horas (de Brasília), ao passo que a partida entre Portuguesa e São Paulo, marcada inicialmente para sábado, foi alterada para 18h30 de domingo, a pedido do clube tricolor, tendo em conta que o time voltará de excursão pelo exterior apenas na sexta-feira.

Confira a tabela e classificação do Brasileiro

Somente a diferença de horário, no entanto, pode não evitar encontro de torcedores. Na tentativa de garantir que seja mantida a ordem, além de monitorar possíveis pontos de conflito pela cidade, a PM fará, como de praxe, trabalho de prevenção. Na sexta-feira, haverá reunião com lideranças das principais torcidas organizadas dos três times paulistas envolvidos e autoridades de órgãos públicos.

"Todos os jogos realizados na cidade carecem dessa reunião preparatória. Com isso, a gente tenta conscientizar (os torcedores) e evitar eventuais impunidades", espera Razuk.

No último clássico entre Corinthians e São Paulo, disputado em 17 de julho, no Pacaembu, houve registro de confronto entre torcedores na estação Paraíso do metrô.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.