Renato Gaúcho apoia Barcos após gol e diz que "ele não desaprendeu a jogar"

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Grêmio definiu o Pirata como segunda opção na hierarquia para usar a tarja de capitão, mas avisou que a ordem de cobradores de pênaltis ainda não está definida

O gol marcado pelo argentino Hernán Barcos no Gre-Nal animou o técnico do Grêmio, Renato Gaúcho. Admirador do futebol do atacante, o treinador lembra que dá cada vez mais incentivo ao atleta e prevê a melhora no desempenho do Pirata.

Renato Gaúcho aprova nova tática e diz que o Grêmio poderia ter vencido

"Ele não desaprendeu a jogar, eu o conheço muito bem. Vamos treinar e passar confiança para ele, porque sabe que é um jogador importante para o treinador, o grupo e o esquema. Sempre dei moral para o jogador, que pode não estar fazendo todos os gols que está acostumado, mas é importante", afirmou.

Flickr oficial do Grêmio
Barcos marcou para o Grêmio no Gre-Nal

Ao converter o pênalti no empate por 1 a 1 contra o Internacional, na tarde de domingo, Barcos marcou apenas seu segundo gol neste Campeonato Brasileiro. Mas o jogo teve um significado a mais para o atleta, que usou a braçadeira de capitão, já que Zé Roberto não pôde jogar por conta de problema médico.

Renato Gaúcho definiu o Pirata como segunda opção na hierarquia para usar a tarja, mas avisou que a ordem de cobradores de pênaltis ainda não está definida, sendo escolhida dependendo das circunstâncias de cada jogo.

"Ele é um dos líderes e, na ausência do Zé Roberto, é o capitão. Vou definir o batedor sempre que tiver pênalti, porque tenho três ou quatro opções. Mas, como ele estava confiante, autorizei e acho importante por ter feito gol", concluiu.

Leia tudo sobre: grêmiorenato gaúchobarcosbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas