Além de Pelé e Carlos Alberto Torres, que estiveram presentes na partida deste sábado, jogadores como Chinaglia, Neeskens, Romerito e Beckenbauer vestiram a camisa do time

Pelé foi bastante aplaudido antes do jogo do Cosmos
Getty Images
Pelé foi bastante aplaudido antes do jogo do Cosmos

Após três décadas longe dos gramados, o New York Cosmos voltou ao futebol em grande estilo. Contando com as bênçãos de Pelé e Carlos Alberto Torres, ex-jogadores e maiores ídolos da história do clube, a tradicional equipe sofreu, mas venceu o Fort Lauderdale Strikers por 2 a 1, em partida válida pela primeira rodada da NASL (Liga de Futebol Norte-Americana, na siga em inglês), a segunda competição de futebol mais importante dos Estados Unidos.

O gol da vitória foi marcado somente aos 47 minutos do segundo tempo, aumentando ainda mais o drama e a consequente festa dos pouco mais de 12 mil torcedores que foram ao Shuart Stadium para acompanhar o renascimento de um clube histórico. O Cosmos foi, enfim, rebatizado pelo futebol.

Fundado em 1971, o New York Cosmos é um dos times mais tradicionais dos Estados Unios. Contando com o dinheiro e apoio da Warner, sua ex-parceira, o clube de Nova York contou com diversas estrelas do futebol mundial ao longo de seus 14 anos de trajetória.

Lance de NY Cosmos x Fort Lauderdale Strikers
Getty Images
Lance de NY Cosmos x Fort Lauderdale Strikers

Além de Pelé e Carlos Alberto Torres, que estiveram presentes na partida deste sábado, jogadores como Chinaglia, Johan Neeskens, Romerito e Franz Beckenbauer vestiram a histórica camisa alviverde durante as décadas de 70 e 80.

Após cinco títulos e um vice-campeonato da NASL, o Cosmos teve que fechar suas portas em 1984, realizando sua até então última partida no dia 15 de setembro. Em seus 14 anos de existência, o time disputou 359 partidas, vencendo 221, empatando 18 e perdendo 120, marcando 844 gols e sofrendo 569.

Atualmente, o grande jogador do clube também vem do Brasil. É o meia naturalizado espanhol Marcos Senna, que foi contratado junto ao Villarreal nesta janela de transferências. Ele começou a partida deste sábado como titular, mas não balançou as redes.

O primeiro gol do retorno da equipe foi feito pelo atacante Marosevic, pouco antes do intervalo. Aos 28 da segunda etapa, Restrepo empatou para os Strikers, mas, aos 47, o italiano Noselli fez o gol da vitória e recolocou o sorriso nos torcedores do Cosmos após 30 anos de ausência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.