Brunoro faz contas para comprar Kardec e ainda vê 'viúvas do Barcos'

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Empresado ao Palmeiras, jogador marcou três gols nos últimos dois jogos da Série B

SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Emprestado, Alan Kardec fez três gols em duas partidas pelo Palmeiras

Com três gols nos últimos dois jogos, Alan Kardec já faz o Palmeiras calcular como comprá-lo em definitivo, embora o Benfica tenha emprestado o jogador até 30 de junho. Mas nem todos no clube pensam no centroavante atual. O diretor executivo José Carlos Brunoro diz ainda encontrar quem segue lamentando a venda de Barcos ao Grêmio, concluída há seis meses.

Acha que Alan Kardec seria um boa contratação em definitivo para o Palmeiras? Comente

"Fica sempre uma sequela depois que apanhamos. Ainda tem viúva do Barcos para caramba no clube", contou o dirigente, rindo. Ele estava há menos de um mês no cargo quando abriu mão do artilheiro do time em 2012, ano do rebaixamento no Brasileiro, cedendo 55% dos direitos econômicos do argentino por R$ 7 milhões (sendo R$ 3 milhões para quitar dívidas), além do empréstimo de Vilson, Léo Gago, Rondinelly, Leandro e um quinto jogador que ainda não chegou.

Barcos foi para o Sul acreditando que, na Série A, teria mais chances de ser convocado. Nunca mais foi chamado e só fez seis gols em 24 jogos, menos do que os dez de Leandro em 22 partidas no Verdão. E o Palmeiras ainda tem Vilson entre os titulares e Léo Gago bem cotado quando recuperar sua condição física, em setembro, após passar por cirurgia no tornozelo direito.

"Era necessário ter feito aquilo, precisávamos montar o grupo. Tivemos que fazer lá o que todos só estão entendendo agora. E torcemos por ele no Grêmio, ele deu uma grande colaboração ao Palmeiras. Vamos em frente, a vida segue", comentou Brunoro, que, temia perder Barcos por ação na justiça devido a atraso em seus salários e hoje faz contas por Alan Kardec.

"Todos os jogadores que chegam ao Palmeiras têm um passe fixado. Não podemos falar o valor, mas precisa ver se o clube vai ter dinheiro para contratar o Alan Kardec em definitivo", disse o dirigente.

Em março, o presidente Paulo Nobre foi a Portugal negociar pessoalmente com o Benfica e ouviu não para a sua oferta de 2 milhões de euros (cerca de R$ 5 milhões na época) pelo centroavante - os lisboetas queriam o dobro desse valor.

Leia tudo sobre: palmeirassérie bigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas