Goleiro do Palmeiras se esforçou para entrar em campo e atuar os 90 minutos na vitória sobre o Bragantino

Fernando Prass, goleiro do Palmeiras
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Fernando Prass, goleiro do Palmeiras

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Bragantino , Fernando Prass deixou o Pacaembu ainda admitindo sentir "um pouquinho" de dor no tornozelo direito. O goleiro do Palmeiras se machucou no treino dessa quinta-feira, mas se esforçou para entrar em campo e atuar os 90 minutos exercendo liderança até dando bronca.

Para ser escalado, o jogador de 35 anos fez tratamento no hotel e chegou a ir para a Academia de Futebol menos de 12 horas antes de entrar em campo. "Fiz tratamento ontem à noite e hoje pela manhã fui ao CT tratar e fazer testes, movimentação. Consegui ter condições de jogo", comemorou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

As dúvidas em relação ao veterano eram tão grandes que Gilson Kleina relacionou o terceiro goleiro Fábio ao lado do reserva imediato Bruno entre os concentrados. Fernando Prass, entretanto, tomou injeção para suportar a dor e mostrou que nem seu pé direito ficou prejudicado.

Confira a classificação da Série B

Nos últimos minutos, quando o Bragantino fazia pressão para empatar, Wesley recuou do meio-campo e obrigou o camisa 25 a correr para, se necessário, dividir com um adversário, mas conseguiu chegar antes e dar um chutão. "A injeção já tinha feito efeito", sorriu.

E as dores também não limitaram Prass de fazer o papel de líder. Antes de o Bragantino fazer seu gol, alguns jogadores demonstraram empolgação com o grito de "olé" da torcida a cada toque da bola, até que o goleiro deu uma bronca em seus companheiros de defesa.

"Tínhamos que fazer posse de bola mesmo àquela altura do jogo, mas pedi para fazer só lá na frente. Atrás, a qualquer erro, o pessoal sai na cara do gol. Pedi para fazer posse de bola só no campo adversário", contou o jogador que é chamado de "coroa" pelos colegas.

O atleta mais velho do elenco, porém, espera que a "molecada", como chama, aprenda a lição para evitar sustos. "Até agora, estamos tendo sucesso. Mas, independentemente de o time ser jovem ou não, em todos os jogos você precisa estar bem atento para aprender sempre alguma coisinha que possa usar no futuro", indicou.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.