Placar de 2 a 1 foi construído apenas em seis minutos durante o segundo tempo; atacante foi decisivo com uma assistência e um pênalti sofrido

Lima foi o nome da vitória do Joinville sobre o Figueirense neste sábado
Leandro Ferreira/Futura Press
Lima foi o nome da vitória do Joinville sobre o Figueirense neste sábado

Seis minutos foram mais do que suficientes para um clássico catarinense ser decidido na tarde deste sábado. Pelo Campeonato Brasileiro Série B, o Joinville venceu o Figueirense  por 2 a 1 em casa e voltou ao G4 da competição nacional, deixando o rival fora da zona de classificação.

Confira a classificação completa da Série B do Brasileirão 2013

Tudo aconteceu no segundo tempo do jogo: em apenas seis minutos, três gols e uma expulsão, deixando a partida muito emocionante para os torcedores na Arena Joinville, no interior de Santa Catarina. O atacante Lima foi o responsável para que o duelo saísse do ostracismo da etapa inicial.

Aos 16 minutos, Lima deu passe em profundidade para o avançado Edgard Junio, que, livre de marcação, tocou na saída do goleiro para abrir o placar mandante. Os tricolores comemoraram durante pouquíssimo tempo, já que um minuto depois o Figueira deixou tudo igual.

Depois de cruzamento para a área, Ricardo Bueno cabeceou, mas Oliveira espalmou. No rebote, o meia Tchô soltou o pé e empatou. Dois minutos depois, Lima foi derrubado na área por Douglas Marques - na cobrança de pênalti, Marcelo Costa teve tranquilidade e colocar o JEC à frente do marcador.

Com a penalidade polêmica marcada pelo árbitro Ronan Marques da Rosa, o atacante Ricardinho reclamou muito e acabou levando o cartão vermelho, de forma direta, sendo expulso de campo. Ele demorou para deixar o gramado e continuou reclamando da arbitragem.

Muito ofensivos, os comandados do técnico Adílson Batista arriscaram, mas foram castigados quando o relógio marcava 30 minutos. Eduardo fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para Lima, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede e decretar o triunfo no clássico.

Já nos acréscimos, Henrique Miranda, emprestado pelo São Paulo, derrubou Ronaldo na grande área, e Ronan Marques da Rosa apitou novamente. Mas, na cobrança, o próprio Ronaldo bateu muito fraco, no canto direito de Volpi, que caiu bem e fez a defesa.

Com mais três pontos, o Joinville tirou o Figueira do G4 e agora é o quarto melhor, com 20 pontos, um a mais do que os alvinegros, na quinta posição. No entanto, ambos ainda poderão ser ultrapassados nesta 12ª rodada, já que o Paraná, atual sexto colocado, com 19 tentos, jogará.

Joinville e Figueirense voltarão a campo nesta terça, contra Paraná e Icasa, respectivamente. Os tricolores visitarão justamente o Paraná, enquanto os alvinegros tentarão a recuperação na Série B diante do irregular Icasa, no Orlando Scarpelli.

FICHA TÉCNICA
JOINVILLE 3 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 3 de agosto de 2013, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Ronan Marques da Rosa (SC)
Assistentes: Angelo Rudimar Bechi e Fernanda Colombo Uliana (ambos de SC)

Gols: Joinville: Edigar Junio, aos 16 minutos do segundo tempo, Marcelo Costa, aos 22, e Lima, aos 30. Figueirense: Tchô, aos 17.
Cartões amarelos: Joinville: Martín Ligüera e Marcelo Costa. Figueirense: Henrique Miranda, Douglas Marques, Hildo e Nem.
Cartões vermelhos: Figueirense: Bruno Pires e Ricardinho.

JOINVILLE: Oliveira; Eduardo, Rafael e Sandro; Rafinha, Marcus Vinícius, Augusto Recife (Carlos Alberto), Marcelo Costa e Martín Ligüera (Wellington Bruno); Edigar Junio (Ronaldo) e Lima
Técnico: Ricardo Drubscky

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; André Rocha, Douglas Marques e Bruno Pires; Henrique Miranda, Nem (Tinga), Dener, Hildo (Renando Oliveira) e Tchô; Rodrigo (Ricardinho) e Ricardo Bueno;
Técnico: Adilson Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.