Cruzeiro tira a invencibilidade do Coritiba e assume a liderança do Brasileirão

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Luan fez o único gol do triunfo no Mineirão, que deixa a equipe mineira na frente do Botafogo. Os cariocas entram em campo neste domingo

O torcedor cruzeirense que marcou presença no Mineirão, neste sábado, acompanhou um duelo de muito equilíbrio entre a Raposa e o Coritiba. Mantendo o aproveitamento de 100% no Gigante da Pampulha, o Cruzeiro venceu os paranaenses por 1 a 0, assumiu a liderança do Brasileiro e ainda acabou com a invencibilidade do Coxa, que era o único invicto da competição.

Veja a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

O gol do jogo foi anotado pelo atacante Luan, que aproveitou ótimo cruzamento do lateral Mayke, a zaga do Coxa não cortou, e o avante cruzeirense só teve o trabalho de empurrar para as rédeas. A vitória coloca a Raposa na liderança do Brasileiro com 21 pontos, deixando o Coritiba no terceiro lugar com 20 pontos.

Vipcomm
Cruzeiro bateu o Coritiba em Minas

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro terá compromisso contra o Criciúma, jogo marcado para a próxima quarta-feira, no estádio Heriberto Hulse. Já o Coritiba joga um dia depois, visitando o Grêmio, na nova arena do clube gaúcho.

O jogo
O duelo entre Raposa e Coxa começou com equilíbrio de forças, com as duas equipes procurando o gol, em uma partida aberta. Sem se intimidar com a força do Cruzeiro jogando no Mineirão, o Coritiba exerceu uma marcação sob pressão na saída de bola celeste, e dessa forma consegui criar algumas jogadas.

Sem o craque Alex, o técnico Marquinhos Santos congestionou o meio-campo, deixando somente Bill isolado no ataque. O resultado foi a equipe visitante ganhando a maior parte das bolas na intermediária. A estratégia surtiu efeito no começo do jogo, mas na primeira falha, o Cruzeiro chegou ao gol com Luan, que aos 11, recebeu cruzamento de Mayke, a zaga paranaense não cortou e o atacante celeste só teve o trabalho de empurrar paras as redes.

O gol deu confiança para o Cruzeiro, que passou a controlar a posse de bola com mais eficiência, impondo o ritmo de jogo em cima do Coritiba. As principais chances cruzeirenses nasceram através das laterais, com Mayke e Egídio auxiliando bastante o ataque. Percebendo a subida dos alas, Marquinhos Santos passou a explorar as costas de Mayke, lado esquerdo do ataque do Coxa.

Em uma dessas jogadas, Diogo foi à linha de fundo e cruzou com perfeição para Bill, que desviou de cabeça, mas a bola passou sobre o travessão de Fábio, assustando o goleiro da equipe mineira. Aos 31, em nova tentativa do Coritiba pela esquerda, Diogo recebeu boa assistência e finalizou cruzado para ótima defesa de Fábio.

A resposta do Cruzeiro não demorou, e veio com Everton Ribeiro, que fez grande jogada individual, mas Vanderlei salvou com grande defesa, evitando o dilatamento do placar, ainda no primeiro tempo. Aos 41, os mineiros encaixaram uma boa trama ofensiva, que terminou com conclusão de Vinicius Araújo, que tentou driblar Vanderlei, que fechou o ângulo dificultando o chute, que saiu pela linha de fundo.

Vipcomm
Luan comemora o seu gol, único da vitória do Cruzeiro

Na volta para o segundo tempo, o Cruzeiro pressionou os visitantes, e Ricardo Goulart quase marcou após desviar cobrança de falta pela direita, que explodiu no travessão do Coritiba. A blitz ofensiva da Raposa levantou a torcida nas arquibancadas do Mineirão, que começou a apoiar o time em busca do segundo gol.

A ampliação do placar só não aconteceu aos nove minutos, porque o goleiro Vanderlei operou milagre com uma defesa cara a cara com o atacante Vinicius Araújo. Dominando inteiramente as ações, a Raposa não parava de agredir os paranaenses. Mayke em chute de fora da área levou muito perigo contra a meta do Coxa, que sentiu muito a falta do talento do craque Alex para armar as jogadas.

Jogando nos contra-ataques, o Coritiba só conseguiu criar uma boa jogada aos 16, quando Diogo cruzou e Keirrison desviou acertando a trave de Fábio. Na tentativa de adiantar a marcação, Marquinhos Santos apostou na entrada de Arthur, que apareceu bem no jogo, inclusive, com uma assistência para Keirrison, que perdeu ótima chance.

Após conseguir aliviar a pressão cruzeirense, o Coxa criou algumas oportunidades, mas na parte final do jogo os mineiros voltaram a controlar a partida, administrando o resultado. Sem forças, o time paranaense não resistiu e acabou perdendo a invencibilidade no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 CORITIBA

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 03 de agosto de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Arbitro: Francisco Carlos do nascimento (AL)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Thiago Gomes Brigido (CE)
Cartões amarelos: (Cruzeiro) Everton Ribeiro, Tinga, Mayke (Coritiba) Willian, Bottinelli, Arthur
Gol:
Cruzeiro: Luan, aos 11 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton (Leandro Guerreiro), Souza, Ricardo Goulart (Tinga) e Everton Ribeiro; Luan e Vinícius Araújo (Borges).
Técnico:Marcelo Oliveira

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico e Diogo; Willian, Gil, Bottinelli (Arthur), Robinho e Lincoln; Bill (Keirrison) (Everton Costa).
Técnico:
Marquinhos Santos

Leia tudo sobre: cruzeirocoritibabrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas