Charles leva bronca por expulsão e pode perder posição para Eguren

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Jogador do Palmeiras levou o cartão depois de acertar rival do Bragantino com o braço, não joga contra o São Caetano e ainda deve ser julgado pelo STJD

Cesar Greco/Ag Palmeiras
Gilson Kleina, técnico do Palmeiras, terá que mexer no time após expulsão de Charles

O Palmeiras venceu o Bragantino por 2 a 1 e se manteve na liderança da Série B do Brasileiro, mas não foi só o gol que deixou o jogo mais tenso nos últimos minutos que irritou Gilson Kleina. Charles acertou um adversário com o braço, foi expulso e, segundo o técnico, complicou a partida. O que pode dar chance para Eguren se firmar.

Charles deve perder a vaga com Gilson Kleina após expulsão? Comente com outros leitores

Charles não poderá enfrentar o São Caetano nesta terça-feira, no ABC, porque terá que cumprir suspensão automática, e possivelmente será julgado com rigor pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), perdendo mais partidas. E o recém-contratado Eguren aparece como principal opção para substituí-lo.

Leia mais: Valdivia e Kardec vencem antijogo do Bragantino e mantêm Palmeiras na ponta

O uruguaio estreou nesta sexta-feira no Palmeiras atuando menos de dez minutos ao entrar no lugar do lateral direito Luis Felipe, que desabou no gramado por cansaço. E cumpriu sua missão defensiva. Sua entrada como titular a partir dessa terça-feira dará a liberdade a Márcio Araújo que o técnico sempre disse querer, além de diminuir a obrigação de Wesley na marcação.

Por enquanto, Kleina prefere não divulgar nenhum substituto, mas, provavelmente, apostará em Eguren em vez de colocar Marcelo Oliveira no meio-campo. "Vamos ver nesses dias agora como vamos jogar, mas não podemos fugir do que estamos fazendo. E estamos com três volantes hoje", indicou.

A garantia, por enquanto, é só de bronca em Charles. "Teve o revide. O jogo estava tranquilo, mas isso mudou um pouco a situação", comentou o treinador, que deve procurar o jogador para um diálogo sobre o caso no treino deste sábado, fechado para a imprensa.

"A expulsão dele foi no nosso ataque. Não precisa ter o revide. Vamos conversar com ele, tínhamos um homem a mais, não tem razão isso. Internamente, corrigimos isso para evitar", falou Kleina, que, apesar da irritação, aprovou a atuação do volante antes do ato que culminou em seu cartão vermelho.

Menos de dez minutos antes de ser expulso, Charles roubou a bola no campo de defesa e a aproximou da grande área até rolá-la para Valdivia balançar as redes. "Ele é altamente competitivo. Precisamos muito dele. Ele que fez tudo no segundo gol, sai bem de trás", elogiou Kleina, que ficou sem reação, como se não acreditasse na exclusão de Charles quatro minutos após o Bragantino ficar com um a menos.

Leia tudo sobre: palmeirasserie bcharlesegurenigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas