O Vasco saiu na frente no primeiro tempo, mas o Goiás buscou o empate nos minutos finais da segunda etapa

Lance da partida entre Goiás e Vasco
Carlos Costa/Futura Press
Lance da partida entre Goiás e Vasco

Encerrando a 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, Goiás e Vasco da Gama jogaram diante de ótimo público no Serra Dourada e protagonizaram duelo equilibrado. O Cruz-maltino saiu na frente no primeiro tempo, mas o Esmeraldino buscou o empate em 1 a 1 já nos minutos finais para manter o jejum de vitórias do Gigante da Colina em jogos fora de casa.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O time treinado por Dorival Júnior abriu o placar em grande jogada iniciada e concluída pelo camisa 10 Pedro Ken logo no início do confronto em Goiânia. Na reta final da partida, Walter cobrou pênalti com força e coroou boa atuação com o gol de empate. Com o resultado, os cariocas chegam aos 14 pontos para ocupar a oitava colocação. Já o Goiás para com 13 pontos na 11ª posição.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada, a 11ª da competição nacional, o Goiás viaja para a Região Sul, onde encara o embalado Atlético-PR às 16 horas (de Brasília) de domingo no estádio Durival de Britto, em Curitiba. Já o Vasco tem pela frente o clássico contra o líder Botafogo às 18h30, também no domingo, no Maracanã.

O jogo

Sob as vaias dos torcedores esmeraldinos, o time carioca chegou com perigo logo aos três minutos quando André completou cruzamento de Nei e cabeceou por cima de Renan. Os cruz-maltinos seguiram controlando a partida e tiveram o ímpeto inicial coroado aos 15 minutos em grande jogada de Pedro Ken.

O camisa 10 chamou a responsabilidade com a ausência de Juninho Pernambucano e acertou lindo passe na ponta esquerda para Yotún, desmontando a zaga goiana. O peruano caprichou no cruzamento no segundo poste e o próprio Pedro Ken apareceu sem marcação para completar de chapa para o fundo do gol.

Em desvantagem no placar, o Goiás passou a pressionar a saída de bola vascaína e explorar as descidas de Wendel e Yotún. A primeira chance saiu quando Walter entortou dois marcadores com belo drible, ganho na raça de mais dois e bateu por cima da meta adversária. Na sequência, aos 30 minutos, o lateral direito Vítor cruzou com perfeição e Hugo testou firme para grande defesa de Diogo Silva.

Na volta do intervalo, o Vasco teve a chance de esfriar a reação do Verdão, mas o zagueiro Rafael Vaz se atrapalhou em contra-ataque puxado por Wendel e sequer conseguiu finalizar. Os donos da casa responderam imediatamente e levaram perigo a Diogo Silva quando Tartá ajeito e o meia Hugo soltou a canhota para tirar tinta da trave esquerda.

Os cariocas seguiram desperdiçando chances claras nos contra-ataques, agora com Eder Luis, que demorou para chutar, e André, que furou de frente para o gol após cruzamento de Wendel. Os passos errados continuaram a atrapalhar as intenções do Goiás, muito dependente das jogadas individuais de Walter, isolado no ataque.

Aos 31 minutos, a torcida mandante deu um tempo nas vaias quando Walter apareceu livre e marcou golaço por cobertura, mas a arbitragem assinalou impedimento do centroavante. Dez minutos mais tarde, porém, o castigo não teve volta. Diogo Silva cometeu pênalti em Júnior Viçosa e, na cobrança, Waler soltou bomba no canto direito para sacramentar o empate.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 1 VASCO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 1 de agosto de 2013 (quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Fabio Rogerio Baesteiro (SP)
Cartões amarelos: Vítor, Rodrigo e David (Goiás); Renato Silva, André e Diogo Silva (Vasco)

Gols:
GOIÁS: Walter, aos 42 minutos do segundo tempo
VASCO: Pedro Ken, aos 15 minutos do primeiro tempo

GOIÁS: Renan, Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, Thiago Mendes (David), Hugo (Júnior Viçosa) e Renan Oliveira (Araújo); Tartá e Walter
Técnico: Enderson Moreira

VASCO: Diogo Silva, Nei, Jomar, Rafael Vaz e Henrique; Sandro Silva, Fillipe Soutto, Wendel (Edmilson) e Pedro Ken (Fagner); Eder Luis e André (Leonardo)
Técnico: Dorival Júnior

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.