Na estreia do técnico, Portuguesa leva empate do Criciúma no último minuto

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

A equipe do Canindé vencia a partida até os 47 minutos, mas levou o empate do Criciúma

MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta Press
Cassiano, do Criciúma, e Moisés, da Portuguesa, disputam a bola

A Portuguesa agora soma cinco partidas sem vencer no Campeonato Brasileiro. Pela 10ª rodada, o time estreou o técnico Guto Ferreira e novamente foi castigada nos minutos finais. O time do Canindé vencia até os 47 minutos, assim como na derrota para o Atlético-PR no último sábado, mas levou o empate do Criciúma: 1 a 1.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O clube rubro-verde saiu na frente aos 22 minutos do primeiro tempo, quando o meio campista Bruno Henrique arriscou de fora da área e balançou as redes dos catarinenses, que empataram nos acréscimos com Elton. Com o resultado, a Lusa fica com oito pontos, na vice-lanterna. Já o Tigre, que pontuou pela primeira vez como visitante, chega aos 11 pontos e cada vez mais perto da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, a 11ª da competição nacional, o Criciúma retorna ao Heriberto Hulse para difícil duelo com o Corinthians, marcado para as 16 horas (de Brasília) de domingo. Mais tarde, às 18h30, a Portuguesa jogará como visitante depois de duas partidas, encarando o Vitória no Barradão, em Salvador.

O jogo

De um lado, Guto Ferreira tentava acalmar os ânimos do elenco da Lusa. Do outro, Vadão tentava incendiar o time para o Tigre conquistar os primeiros pontos fora de casa. Com a bola rolando, no entanto, foram necessários 21 minutos até a primeira chance real de gol. E foi em um lance de acaso.

O lateral esquerdo Marlon olhou para a área paulista e cruzou. A bola viajou alta, ganhou velocidade na queda e obrigou o goleiro Lauro a se esticar todo para evitar o gol catarinense. Somente 15 minutos depois os donos da casa conseguiram responder, em cabeçada contra o próprio patrimônio do zagueiro Ewerton Páscoa.

Antes do intervalo, o Criciúma assustou mais duas vezes pelo alto. Primeiro em desvio de Cassiano após lambança de Lauro na saída de bola, que fez o lateral Rogério se atirar na linha fatal para afastar o perigo. Depois, o lateral direito Sueliton repetiu Marlon, cruzou direto para o gol e carimbou o travessão rubro-verde.

Na volta do intervalo, a Lusa seguia apática, até que Luis Ricardo, voltando ao time após quase acertar com o São Paulo, disparou pela direita, deixou Amaral na saudade e bateu firme para Helton Leite espalmar. O ritmo dos mandantes voltou a diminuir, mas o meia Bruno Henrique resolveu chamar a responsabilidade e acertou belo chute rasteiro de fora da área para abrir o placar.

O Criciúma teve a chance de empatar a partida sete minutos depois, quando Daniel Carvalho, que havia acabado de entrar na vaga de Amaral, enfiou na esquerda para Marlon cruzar. O lateral esquerdo jogou com açúcar para Wellington Paulista mandar para fora, mesmo com Lauro praticamente batido no lance.

Já nos minutos finais, Lins também apareceu sem marcação na área e perdeu outra chance inacreditável. Quando os torcedores da Portuguesa já comemoravam o fim do jejum de quatro partidas, a história da derrota por 3 a 2 para o Atlético-PR se repetiu e Elton aproveitou falha de Lauro para empatar a partida antes do apito final.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA 1 X 1 CRICIÚMA

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 31 de julho de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Jackson L Massarra dos Santos e Francisco Pereira de Sousa (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Cañete (Portuguesa); Leandro Brasília, Gilson e Amaral (Criciúma)

Gols:
PORTUGUESA: Bruno Henrique, aos 22 minutos do segundo tempo
CRICIÚMA: Elton, aos 47 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA: Lauro; Luís Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Bruno Henrique, Correa (Moisés) e Cañete (Jean Mota); Gilberto e Bruno Moraes (Neílson)
Técnico: Guto Ferreira

CRICIÚMA: Bruno, Sueliton, Ewerton Páscoa, Fábio Ferreira e Marlon; Amaral (Daniel Carvalho), Elton, Leandro Brasília (Gilson) e Ivo; Cassiano (Lins) e Wellington Paulista
Técnico: Vadão

Leia tudo sobre: portuguesacriciúmabrasileirão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas