Em fase de recuperação no torneio nacional, a Ponte Preta vem embalada por série invicta de três partidas (duas vitórias e um empate)

Responsável por promover Alex ao time profissional do Coritiba, em 1995, o treinador Paulo César Carpegiani reencontrará o atleta nesta quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), quando a Ponte Preta enfrenta a equipe paranaense. Em tom bem humorado, o técnico descartou fazer marcação individual, mas admitiu pedir calma ao seu ‘pupilo’, que já marcou 20 gols nesta temporada, sendo cinco deles no Campeonato Brasileiro.

"Talvez eu peça para ele dar uma moleza, até porque fui eu quem lançou ele no futebol. Ele tinha 17 anos e eu o levei para o profissional, ele treinou um dia e já ficou com o grupo. Ele é muito criativo e talentoso, precisamos ter cuidado especial. Não farei marcação individual, mas teremos uma preocupação maior", disse.

Em fase de recuperação no torneio nacional, a Ponte Preta vem embalada por série invicta de três partidas (duas vitórias e um empate). Mesmo atuando como visitante, no Couto Pereira, o clube campineiro espera manter a sequência positiva e triunfar diante do Coritiba, que ainda não foi derrotado nesta edição do Campeonato Brasileiro.

"O Coritiba é uma grande equipe e é o único invicto. Temos a ambição e obrigação de vencer também fora de casa. Será um jogo difícil para nós e para eles. Vou cobrar os jogadores dentro do vestiário que a obrigação também é nossa de vencer", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.