Oswaldo nega orientação para o Botafogo recuar e vê injustiça no placar

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"A orientação era para continuar sufocando o Flamengo, sem deixar que eles tivessem chance de empatar, não foi o que aconteceu", afirmou o técnico

O empate em 1 a 1 com o Flamengo foi avaliado como justo pela maioria dos jogadores do Botafogo, apesar do gol tomado no minuto final. Porém, o técnico da equipe, Oswaldo de Oliveira, que completou cem jogos a frente do Alvinegro, teve outra perspectiva do placar.

Jefferson lamenta empate amargo com o Fla, mas aponta justiça no resultado

"O Botafogo teve a supremacia no primeiro tempo. Criou oportunidades. Marcou seu gol. Foi muito bem tática e tecnicamente. O Flamengo nem teve chance de fazer gol. Essa foi a principal diferença. No segundo tempo, eles mandaram no jogo, pressionaram, mas com nosso contra-ataque organizado, criamos três chances claras e poderíamos ter saído com a vitória", lamentou.

Vitor Silva/SSPress
Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo

O treinador negou que tenha orientado o time a assumir uma postura diferente na segunda etapa. Aliás, ele disse exatamente o contrário. "Não houve orientação para o time voltar recuado na segunda etapa, pelo contrário. A orientação era para continuar sufocando o Flamengo, sem deixar que eles tivessem chance de empatar, não foi o que aconteceu", afirmou.

Seedorf culpa desgaste do Botafogo por queda de rendimento na segunda etapa

Na próxima rodada, o Botafogo, terceiro colocado com 17 pontos, encara o Vitória, que é o sexto, com 15. O duelo será no Maracanã, na próxima quinta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília).

Leia tudo sobre: oswaldo de oliveirabotafogobrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas