Brasileirão completa nove rodadas com troca de técnico em metade dos times

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Demitido nesta segunda do Fluminense, Abel Braga é o décimo treinador a perder o cargo durante a competição, que não chegou nem à metade do primeiro turno

Gazeta Press
Abel Braga deixa sede do Fluminense após demissão

O Campeonato Brasileiro ainda não chegou nem à metade do primeiro turno e já tem metade dos clubes com treinadores diferentes em relação ao início da competição. Demitido nesta segunda-feira do comando do Fluminense, Abel Braga foi o décimo técnico a perder o emprego ao longo das nove rodadas realizadas até o momento.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Dos dez clubes que já mudaram de treinador, sete aparecem na parte de baixo da tabela de classificação. São eles: Ponte Preta, Flamengo, Atlético-PR, Fluminense, São Paulo, Náutico e Portuguesa. Os quatro últimos estão na zona de rebaixamento.

Relembre abaixo os técnicos que já perderam o emprego no Brasileirão 2013:

Na zona de rebaixamento do Brasileirão, Dorival Junior foi demitido no dia 28 de outubro do comando do Vasco. Foto: DivulgaçãoPéricles Chamusca foi demitido pelo Coritiba em 17 de novembro. Foto: Site Oficial do CoritibaDunga não resistiu à derrota para o Vasco e foi demitido do Internacional nesta sexta (4/10). Foto: Press Digital/DivulgaçãoMarquinhos Santos deixou o Coritiba em 2013. Foto: Site oficialMuricy Ramalho foi demitido do Santos logo depois da derrota para o Botafogo na segunda rodada. Foto: Ricardo Saibun/ Gazeta PressSilas foi demitido do Náutico após time somar um único ponto nas três primeiras rodadas. Foto: Simone Vilar/Site do NáuticoGuto Ferreira saiu do comando da Ponte Preta após a quarta rodada. Foto: Facebook/Ponte PretaJorginho perdeu o emprego no Flamengo após a derrota para o Náutico, na quarta rodada. Foto: Fla ImagemVanderlei Luxemburgo foi técnico do Grêmio por cinco rodadas no Brasileirão 2013. Foto: Flickr/GrêmioNey Francofoi demitido do São Paulo após derrota para o Corinthians na primeira partida da final da Recopa. Foto: Moisés Nascimento/Agif/Gazeta PressRicardo Drubscky foi demitido do Atlético-PR após a sexta rodada. Foto: DivulgaçãoDerrota para o Internacional na sexta rodada marcou a última partida de Paulo Autuori no Vasco. Foto: Carlos Moraes / Agência O Dia Edson Pimenta não resistiu à derrota de virada da Portuguesa para o Atlético-PR na nona rodada. Foto: Divulgação/PortuguesaAbel Braga foi demitido pelo Fluminense após a derrota para o Grêmio na nona rodada. Foto: Wagner Meier/Agif/Gazeta PressZé Teodoro foi demitido do comando do Náutico após a derrota na 14ª rodada para o Criciúma. Foto: Site oficialVadão dirigiu o Criciúma por 15 rodadas e caiu após a derrota para a Ponte Preta na Copa Sul-Americana . Foto: Site oficial do CriciúmaPaulo César Carpegiani deixou o comando da Ponte Preta após a derrota para o Cruzeiro na 16ª rodada. Foto: Site oficialCaio Júnior não resistiu à má fase do Vitória no final do primeiro turno e foi demitido após a derrota para o Criciúma na 17ª rodada. Foto: Felipe OliveiraO Náutico teve mais uma mudança de treinador ainda antes da metade do campeonato. Jorginho deixou o cargo após a derrota para o Vasco na 18ª rodada. Foto: Site oficialO São Paulo também voltou a trocar o treinador no campeonato. Após a derrota para o Coritiba na 19ª rodada, Paulo Autuori foi demitido. Foto: Divulgação/Site oficial do São PauloQuem também trocou novamente de treinador foi o Flamengo. Mano Menezes pediu demissão após a derrota para o Atlético-PR na 22ª rodada. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta Press

A história recente do Brasileirão aponta que os clubes que trocam o treinador durante a campanha não costumam ficar com o título. Nos últimos dez anos, desde que o campeonato passou a ter os pontos corridos como fórmula de disputa, apenas três times foram campeões depois de mudarem o comando.

O primeiro deles foi o Santos, que começou o Brasileirão de 2004 comandado por Émerson Leão e terminou com Vanderlei Luxemburgo. No ano seguinte, o Corinthians resolveu substituir Márcio Bittencourt por Antonio Lopes durante a campanha. Em 2009, o campeão foi o Flamengo, que trocou Cuca por Andrade na reta final.

Leia tudo sobre: FluminenseBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas