Renato Augusto fala com médicos, assume risco e desiste de máscara

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia do Corinthians reclamava das limitações na visão periférica e abriu mão do acessório no clássico contra o São Paulo

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Renato Augusto: meia abandonou a máscara no clássico

O visual agradou aos torcedores do Corinthians, mas a máscara protetora vinha atrapalhando Renato Augusto. Por isso, mesmo correndo risco de uma nova lesão no rosto fraturado, operado há quase três semanas, ele resolveu, contra o São Paulo, desistir da máscara que havia usado nas duas partidas anteriores.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Eu conversei com o médico porque estava me atrapalhando. Hoje, faz 20 dias da cirurgia", afirmou o meia, que reclamava especialmente das limitações de visão periférica impostas pelo acessório.

Renato ouviu os riscos envolvidos em atuar sem a máscara e resolveu assumi-los a partir do Majestoso de domingo. "Se eu tomar uma pancada do outro lado, também vai afundar. Se eu tomar uma pancada no nariz, ele vai se quebrar. É do esporte, futebol é assim."

A última lesão do meia foi uma fratura em um osso na região da têmpora esquerda. Em seus tempos de Flamengo, ele havia afundado o lugar correspondente do outro lado do rosto. Como já passou mais de três meses afastado neste ano por uma contusão na coxa, ele preferiu não se esconder atrás da máscara.

Sempre que esteve em campo com a camisa alvinegra, desde sua chegada, no início da temporada, Renato Augusto apresentou um bom futebol. Ele vem entrando na equipe no segundo tempo nas últimas partidas e trabalha por uma nova sequência na equipe titular de Tite.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: CorinthiansBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas