Leandro abre o placar, mas time do interior paulista iguala com Douglas Tanque. Resultado colocou a Chapecoense na ponta

Leandro mostra camisa em homenagem a Djalma Santos ao comemorar seu gol diante do Guaratinguetá
Wagner Carmo/Inovafoto/Gazeta Press
Leandro mostra camisa em homenagem a Djalma Santos ao comemorar seu gol diante do Guaratinguetá

Durou uma semana o retorno do Palmeiras à liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado, a equipe cedeu empate por 1 a 1 para o Guaratinguetá, no Dario Rodrigues Leite, e não conseguiu aproveitar a expulsão do lateral-esquerdo adversário na sequência para sustentar a primeira colocação, agora de novo da Chapecoense, que venceu o Avaí no mesmo horário.

Comente esta notícia com outros torcedores

O time treinado por Gilson Kleina chega a 22 pontos e perde a dianteira para os catarinenses, que têm um ponto a mais e um jogo a menos. Já o Guaratinguetá alcança seu 11º ponto e segue em zona intermediária da classificação.  O próximo compromisso do Palmeiras será na terça-feira, frente ao Icasa, no Pacaembu. No mesmo dia, a equipe do interior paulista visita o Oeste.

O jogo

Neste sábado, em relação à formação da rodada passada, a única mudança no Palmeiras foi o retorno de Henrique no lugar de Vilson, após suspensão. O atacante Alan Kardec, que estreou bem na semana passada, começou novamente entre os reservas por ainda não estar em plenas condições físicas.

Mantida, a dupla de ataque não decepcionou. Vinícius enfrentou alguma dificuldade pelo lado esquerdo, tanto pelo estado ruim do gramado quanto pela forte marcação adversária, mas ao menos brigou. Já Leandro conseguiu levar maior perigo pela faixa central da defesa, graças a bons passes de Wesley e Valdivia.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro da Série B

A primeira boa oportunidade de Leandro foi aos oito minutos. Acionado em direção à área, ele, porém, perdeu na velocidade e não conseguiu chegar com a bola. Cinco minutos depois, em novo lançamento de Valdivia, chegou depois do goleiro Saulo, que havia deixado a meta para fazer o corte.

O gol saiu aos 19 minutos. Vinícius cobrou escanteio pelo lado esquerdo à meia altura, Valdivia desviou a bola para a segunda trave, e Leandro se antecipou à defesa para completar para a rede. Foi o quarto gol do atacante na competição. Na comemoração, mostrou a fotografia de Djalma Santos - todo o time atuou com a homenagem ao ex-lateral, falecido na terça-feira.

Leia mais : Henrique reclama de gramado 'ridículo' e arbitragem nervosa

Atrás no marcador, o Guaratinguetá encontrava muita dificuldade diante da marcação palmeirense. Mas quase empatou também a partir de bola parada. Aos 24 minutos, após escanteio cobrado pelo lado direito, o zagueiro Pedro Paulo subiu sozinho e cabeceou à direita da meta de Fernando Prass.

O Palmeiras continuou melhor, com maior posse de bola. Só que não criou novas chances para ampliar sua vantagem. Pelo contrário. Aos 36 minutos, Márcio Araújo errou passe no campo de defesa e por pouco não permitiu que o Guaratinguetá empatasse. Muito porque, é bem verdade, o próprio volante se recuperou a tempo de desarmar Douglas Tanque na entrada da área.

Antes do intervalo, o último lance de destaque foi uma polêmica. Valdivia recuperou a bola com carrinho na área ofensiva e foi puxado pela camisa. O árbitro não deu pênalti e já se voltava para o ataque do time da casa quando notou que o chileno e os zagueiros do Guaratinguetá se estranhavam. Ele então advertiu o palmeirense e o volante Julio César.

A volta para o segundo tempo mostrou um Guaratinguetá mais ligado. Logo aos três minutos, Douglas Tanque recebeu no meio da área e teve tempo de sobra para dominar, esperar a bola cair e chutar no canto direito de Fernando Prass para igualar o placar. O ex-corintiano ainda teve chance de virar pouco depois, porém a desperdiçou.

Kleina então resolveu lançar o Palmeiras definitivamente ao ataque. Sacou o volante Charles para colocar Alan Kardec. Mais tarde, sem ver muito efeito ofensivo, o treinador trocou Vinícius por Ronny. Na primeira jogada do meia, ele sofreu falta, provocando o segundo cartão amarelo e consequentemente a expulsão do lateral esquerdo Ruan.

Com um jogador a mais, o time alviverde poderia muito bem ter deixado o interior paulista com três pontos não fossem duas grandes chances desperdiçadas por Alan Kardec de frente para o gol. Na primeira, tentou driblar o goleiro e foi desarmado. Na última, furou chute após cruzamento de Mendieta. Já nos acréscimos, Ronny foi expulso por chutar o goleiro adversário.

FICHA TÉCNICA
GUARATINGUETÁ 1 X 1 PALMEIRAS

Local: Estádio Dario Leite, em Guaratinguetá (SP)
Data: 27 de julho de 2013 (sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
Cartões amarelos: Murilo, Ruan, Julio César e Giovanni (Guaratinguetá); Charles, Valdivia, André Luiz, Luis Felipe e Ronny (Palmeiras)
Cartões vermelhos: Ruan (Guaratinguetá); Ronny (Palmeiras)

Gols: GUARATINGUETÁ: Douglas Tanque, aos três minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Leandro, aos 19 minutos do primeiro tempo

GUARATINGUETÁ: Saulo; Murilo, Pedro Paulo, Marquinhos e Ruan; Julio César, Juninho (Rodrigo), Bruno Formigoni, Renato Peixe (Allan Dias) e Moacir (Giovanni); Douglas Tanque
Técnico: Carlos Octávio

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, André Luiz e Juninho; Márcio Araújo (Mendieta), Charles (Alan Kardec), Wesley e Valdivia; Leandro e Vinicius (Ronny)
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.