Final da Libertadores causa novo atrito entre Minas Arena e Cruzeiro

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Na final da Libertadores, a empresa responsável pelo estádio não cobrou do Atlético-MG as mesmas taxas que vinham sendo exigidas em jogos do Cruzeiro

Vipcomm
Gilvan de Pinho Tavares criticou a Minas Arena

Mesmo como contrato assinado para utilizar o Mineirão, o Cruzeiro parece ter mais um atrito com a Minas Arena nas próximas semanas. Para a final da Libertadores entre Atlético-MG e Olímpia, a empresa responsável pelo estádio não cobrou do Atlético-MG as mesmas taxas que vinham sendo exigidas em jogos da equipe celeste, o que irritou os dirigentes do Cruzeiro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De acordo com o presidente Gilvan Pinho Tavares, a postura cruzeirense em relação à administradora do estádio será diferente nas próximas partidas do Cruzeiro no Mineirão, a começar pelo clássico deste domingo, às 16 horas (de Brasília). Por causa do rompimento das cobranças na final da Libertadores, o mandatário celeste promove cortar o pagamento das mesmas taxas.

O Cruzeiro assinou um contrato em que arca com 70% das despesas e a Minas Arena, com 30%. Como a Minas Arena entendeu por bem não cobrar essas despesas do Atlético contra o Olimpia, o Cruzeiro vai reivindicar que também tenha o mesmo direito. Porque o contrato do Cruzeiro com a Minas Arena tem uma cláusula muito clara dizendo que qualquer vantagem que for concedido pela empresa, a qualquer clube de futebol, o Cruzeiro tem direito a essa vantagem", explicou Gilvan Pinho Tavares.

O contrato com a Minas Arena estabelece que a Raposa arcaria com 70% dos gatos normais em dias de jogo, como água, luz e o pagamento dos funcionários de segurança, limpeza e de apoio, enquanto a administradora ficaria com o resto. Neste final de semana, o Cruzeiro volta ao estádio para enfrentar o rival Atlético-MG, pivô de mais um desentendimento entre os dirigentes celestes e a concessionária.

Leia tudo sobre: CruzeiroMinas ArenaMineirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas