"Não sei se o torcedor tem noção, mas estamos na Copa Libertadores do ano que vem, estamos na Recopa, estamos no Mundial", disse Eduardo Maluf

Diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf
AE
Diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf

A Copa Libertadores é o maior título da história do Atlético-MG, mas a meta do clube é não parar por aí. O diretor de futebol Eduardo Maluf entende que a conquista abre novos horizontes, e nos próximos anos a tendência é que a equipe continue a vencer.

Jô revela ‘previsão’ de Ronaldinho sobre títulos e volta à seleção brasileira

"Não sei se o torcedor tem noção, mas estamos na Libertadores do ano que vem, estamos na Recopa, estamos no Mundial, e o Atlético-MG entra no segundo semestre para jogar duas competições com o coringa solto, podendo jogar o futebol que encantou o Brasil", declarou.

Diante de tantas competições, Maluf promete um Atlético-MG forte nos próximos anos para seguir brigando por títulos importantes. "O torcedor pode confiar que vai ter um time competitivo por mais dois, três anos para frente", disse o dirigente, que lembra as dificuldades que o Galo enfrentou na montagem da equipe campeã.

"As críticas devem ser colocadas no mesmo patamar dos elogios. Fomos extremamente criticados, principalmente eu como diretor, pela reformulação do elenco, que não encaixou. No ano passado, eu falei que o Atlético-MG iria chegar em todas as finais. Porque reformulamos, contratamos jogadores conforme o técnico. O Cuca começou o trabalho com seis derrotas, mantivemos o Cuca", comentou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.