São Paulo perde, aumenta pressão para clássico e vê Internacional liderar

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Com gol de Leandro Damião no primeiro tempo, time comandado por Dunga vence por 1 a 0, chega a 18 pontos no Brasileirão e ultrapassa o Botafogo na tabela

MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta Press
Leandro Damião comemora gol do Internacional

A crise do São Paulo aumenta a cada jogo. Na noite fria desta quarta-feira, no Morumbi, o clube sofreu sua oitava derrota consecutiva. Desta vez, por 1 a 0 para o Internacional. O resultado deixa o time comandado por Paulo Autuori mais pressionado para o clássico de domingo, contra o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro.

Sem se importar com a turbulência adversária, o Inter assumiu a liderança com gol de Leandro Damião, que bateu fraco no canto e marcou no primeiro tempo, sem que Rogério Ceni conseguisse se mexer para espalmar. Apesar de Luis Fabiano ter saído lesionado, o São Paulo atuou melhor durante a etapa complementar, mas não conseguiu evitar a derrota.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Assim, o time de Dunga é o novo líder do Brasileirão, com 18 pontos, mas tendo uma partida a mais que o Botafogo. Já o São Paulo, que não vence há 11 partidas, tem apenas oito, no 16º lugar, muito perto da zona de rebaixamento.

Enquanto o São Paulo atuará no domingo contra o rival no Pacaembu, o Inter jogará no mesmo dia contra o Náutico, na Arena Pernambuco. A partida desta quarta-feira foi antecipada pela CBF por conta da participação do clube do Morumbi em torneios internacionais a partir da próxima semana.

O jogo

O técnico Paulo Autuori apostou em uma formação diferente do São Paulo, com Rodrigo Caio improvisado na direita, enquanto Douglas ficou deslocado na esquerda. Já Paulo Miranda foi escalado como volante, com a incumbência de acompanhar D’Alessandro. Com todas as mudanças de posições, o Tricolor começou melhor e quase abriu o placar aos dois minutos. Luis Fabiano serviu na esquerda para Douglas, que avançou em liberdade e bateu cruzado, rasteiro, para grande defesa de Muriel.

Com mais presença na frente, acuando a equipe visitante, o time local continuou tentando. Jadson sofreu falta de Williams na meia-direita e foi o responsável por fazer a cobrança, mandando na pequena área, mas a zaga colorada afastou antes de Lúcio chegar. Porém, o Inter mostrou que estava apenas aguardando o erro do São Paulo para contra-atacar e mostrou seu poder de frente.

Aos 13, Jorge Henrique fez belo lançamento na esquerda para Leandro Damião, que tirou a marcação de Rodrigo Caio e bateu rasteiro. A bola saiu bem fraca, no canto, mas no contrapé de Rogério Ceni, que nem sequer saltou e viu o gol dos gaúchos. Assim como Autuori lamentou depois da derrota contra o Cruzeiro, o Tricolor se desestabilizou quando se viu atrás no placar.

A partir daí, o jogo mudou completamente, com o Inter ditando o ritmo. Atleta mais acionado dos colorados, Forlán bateu escanteio e viu o desvio de Leandro Damião, que exigiu defesa de Ceni. No rebote, Jorge Henrique acertou a marcação. Aos 23 minutos, a paciência dos torcedores são-paulinos acabou, pois começaram a pedir raça ao time.

Enquanto isso, os visitantes continuavam a mandar em campo.Assustado, o São Paulo se limitava a tentar evitar um cenário ainda pior, mas repetindo as falhas. Kleber recebeu completamente livre na esquerda, nas costas de Rodrigo Caio, e cruzou rasteiro. A zaga são-paulina se atrapalhou para afastar e a bola ficou limpa no meio da área para Diego Forlán, que bateu forte, mas mandou raspando a trave.

O São Paulo só voltou a dar alguma esperança ao torcedor aos 30 minutos, no lance em que Osvaldo escapou pela esquerda e foi parado por falta de Ednei. Porém, a zaga gaúcha tirou o perigo na cobrança de Jadson. Pouco depois, Denilson pegou rebote na intermediária, ajeitou e arrematou, mas para fora.

Os dois lances não diminuíram o ímpeto do Inter. Pelo contrário. D’Alessandro driblou Rafael Toloi por duas vezes e cruzou da esquerda, mas o sistema ofensivo não aproveitou. Ao ver o zagueiro são-paulino sofrer com os dribles do argentino, a torcida organizada voltou a protestar, pedindo “muito respeito com a camisa tricolor”. Em seguida, outra parte das arquibancadas gritou “fora, Juvenal”. Neste ambiente dividido, o árbitro encerrou o primeiro tempo.

No intervalo, Autuori tirou Osvaldo para colocar Aloísio. Além disso, o comandante inverteu posições, mandando Paulo Miranda para a direita, com Rodrigo Caio no meio-campo. Em sua primeira chance, Aloísio cabeceou por cima da meta de Muriel. Aos cinco minutos, Jadson recebeu completamente livre na direita da área e driblou Muriel, mas bateu para fora na chegada da marcação, desperdiçando chance incrível.

Apesar de o Tricolor ter voltado muito melhor ao segundo tempo, Autuori foi obrigado a mexer no time aos oito minutos, pois Luis Fabiano sentiu lesão muscular na coxa direita e foi substituído por Ademilson. Em seguida, o Inter perdeu um gol impressionante. Depois de boa troca de passes, Kleber dominou pela esquerda e cruzou para Josimar, que, sozinho diante da meta aberta, completou para fora.

Mesmo com o susto, o time anfitrião continuou melhor em campo e levou perigo com Aloísio, que cabeceou na rede pelo lado de fora. Instantes depois, Aloísio aproveitou mais uma bobeira da zaga colorada e chegou nas costas para finalizar, mas Muriel fez a defesa. A equipe de Autuori seguiu na frente, mas pecando demais nas finalizações. Ademilson passou por dois marcadores e, de dentro da área, arrematou para fora.

Ao perceber a evolução do adversário, Dunga tirou Ednei para colocar Fabrício e foi obrigado a sacar Leandro Damião, que caiu no gramado, para mandar Caio a campo. No mesmo instante, Maicon substituiu Ganso. O São Paulo continuou pressionando, enquanto o Inter se fechou para aguardar a chance de contra-atacar. Mais uma vez, o time não conseguiu balançar as redes e amargou nova derrota.

FICHA TÉCNICA - SÃO PAULO 0 X 1 INTERNACIONAL
Local:
Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 24 de julho de 2013, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Sorence (GO) e Marrubson Freitas (DF)
Cartões amarelos: Douglas, Rodrigo Caio e Aloísio (São Paulo); Ednei, Juan, D'Alessandro e Fabrício (Internacional)

Gol
INTERNACIONAL: Leandro Damião, aos 13 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi e Douglas; Rodrigo Caio, Denilson, Jadson e Ganso (Maicon); Osvaldo (Aloísio) e Luis Fabiano (Ademílson)
Técnico: Paulo Autuori

INTERNACIONAL: Muriel; Ednei (Fabrício), Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D'Alessandro; Forlán (Alan Patrick) e Leandro Damião (Caio)
Técnico: Dunga

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: São PauloInternacionalBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas