Juntos eles foram campeões mundiais com a seleção brasileira em 1958 e 1962

Nesta quarta-feira, Pelé falou sobre Djalma Santos, que faleceu na noite da última terça-feira, em Uberaba (MG), aos 84 anos de idade. O Rei do Futebol jogou com o ex-lateral-direito e, juntamente com ele, foi bicampeão mundial com a seleção brasileira (1958 e 1962).

Comente esta notícia com outros torcedores

Pelé relembrou o último encontro que teve com o amigo. "Dia 3 de maio passado estive com ele em Uberaba, na Expozebu. Trocamos algumas ideias e relembramos vários dos momentos que passamos juntos na seleção brasileira, especialmente na Suécia em 1958 quando eu tinha apenas 17 anos. Parece que foi ontem", disse, por meio de sua assessoria de imprensa. "É muito triste perder um amigo de longa data e saber que não poderemos mais compartilhar juntos as boas recordações. Tenho certeza de que, onde ele estiver, estará torcendo pelo sucesso do futebol brasileiro", declarou.


Além de jogarem juntos pela seleção, Pelé, que na época atuava pelo Santos, e Djalma Santos, que vestiu as camisas de Palmeiras e Portuguesa, foram rivais no futebol brasileiro.

Considerado o melhor lateral-direito de todos os tempos, Djalma Santos estava internado desde o início de julho, por conta de uma pneumonia grave, e faleceu devido a um quadro de insuficiência respiratória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.