Discrição e distância de BH: veja o estilo de vida de Ronaldinho no Atlético-MG

Meia trocou badalação carioca por reuniões e dia a dia sem chamar a atenção desde que foi contratado pelo clube mineiro e é recompensado com carinho de torcida

Pedro Taveira - enviado iG a Belo Horizonte | - Atualizada às

Claudio Villa/Getty Images
Discreto, Ronaldinho se encontrou em Minas Gerais e voltou a render dentro de campo

O sucesso de Ronaldinho Gaúcho no Atlético-MG passa diretamente por seu estilo de vida em Belo Horizonte. Aliás, a capital mineira, de fato, quase não é visitada pelo craque. Morando em um condomínio fechado em Lagoa Santa, cidade a 36 km de distância, o meia optou pela discrição no lugar da badalação da época de Flamengo.

Acha que o Atlético-MG será campeão da Libertadores? Opine!

Ronaldinho é dono de uma mansão no Recanto das Amendoeiras, condomínio de luxo ainda fora da região urbana de Lagoa Santa. Entre seus vizinhos estão juízes e desembargadores da pequena cidade de 52 mil habitantes.

De acordo com um porteiro do local, a vizinhança, além de rica, é rigorosa. Festas são permitidas somente no clube e mediante a liberação da direção. O camisa 10 atleticano, então, faz valer sua discrição e organiza suas reuniões em um salão de sua residência.

LEIA:  Atleticanos voltam a queimar fogos em hotel do Olimpia e brigam com polícia

Embora o funcionário diga que pouco vê o atleta, taxistas da região divergem sobre a frequência destas reuniões. Todos asseguram, porém, que Ronaldinho está sempre bem acompanhado. E geralmente com companhias novas. Já as festas maiores, segundo eles, são dadas pelo atacante Jô, talvez o jogador mais próximo do craque.

Os treinos diários são realizados na Cidade do Galo, em Vespasiano, e o afastamento de Belo Horizonte é válido também para os dias de folga. Um repórter que cobre o dia-a-dia do Atlético-MG há dez anos afirmou que apenas uma vez viu o camisa 10 na capital. A ideia era almoçar com sua família em um restaurante. Sua presença, porém, atraiu uma multidão que parou o estabelecimento.

MAIS:  Ronaldinho compara Libertadores à Copa e prevê jogo de 'ataque contra defesa'

Por isso, Lagoa Santa volta a aparecer como opção ideal. Lá Ronaldinho não é tão assediado. “Os adultos o deixam em paz, apenas as crianças vão falar com ele. E é super atencioso e humilde”, contou um taxista.

Pedro Taveira/iG
Portaria do condomínio de luxo em que Ronaldinho mora, na cidade de Lagoa Santa

Outro taxista disse que essa nova versão do craque é para não se queimar com a torcida atleticana, que tão bem o recebeu. Este acolhimento, inclusive, é citado pelo próprio atleta quando perguntado pelo iG Esporte  sobre o fato de se sentir tão em casa no clube mineiro.

“É difícil explicar. Chegar em uma cidade diferente, que eu não tinha ficado nem três dias sequer, e receber tanto carinho... Ser abraçado por uma nação inteira fez com que eu me sentisse em casa. E dentro de campo as coisas estão saindo muito bem. Fico mais tranquilo. Me sinto melhor aqui”, falou Ronaldinho.

"Vou ser eternamente agradecido pelo que consegui aqui. Nem ganhando uma Libertadores por dia vou conseguir retribuir todo o carinho que eles me deram", completou o meia.

De fato, o camisa 10 se mostra feliz no Atlético-MG. E, nesta quarta-feira, tem a chance de gravar seu nome na história da equipe alvinegra. Se derrotar o Olimpia na final da Libertadores, o craque definitivamente jamais será esquecido pelos torcedores.

Vídeo: Ronaldinho compara Libertadores a Liga dos Campeões e fala de sorte em finais. Assista


    Leia tudo sobre: atlético-mgronaldinholibertadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG