Atleticano gasta R$ 6 mil em fogos para não deixar Olimpia dormir em BH

Por Pedro Taveira - enviado iG a Belo Horizonte | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Torcedor que preferiu não ser identificado encheu carroceria de um furgão de rojões, estourados na última madrugada em frente a um dos hotéis do time paraguaio

Divulgação
Carro com fogos de artifício que foi utilizado por torcedores do Atlético-MG no hotel do Olimpia

Qual o preço da loucura de um torcedor para ter seu time campeão da Libertadores? Para um "galo doido", que verá nesta quarta-feira o Atlético-MG disputar o mais importante título continental pela primeira vez na história, R$ 6 mil. Foi o que gastou com fogos de artifício um homem que preferiu não ser identificado. Apenas para incomodar o sono da delegação do Olimpia na véspera da decisão.

Acha que o Atlético-MG conquista a Libertadores? Opine!

“É um momento histórico para a torcida atleticana. Eles (torcedores do Olimpia) não deixaram nossos jogadores dormir lá [em Assunção], então os paraguaios não vão dormir aqui”, falou o fanático na última noite.

Um movimento chamado “O Olimpia não vai dormir” foi organizado pela torcida do Atlético-MG ao longo da semana. O objetivo era perturbar os paraguaios em seu hotel em Belo Horizonte, assim como já havia sido feito com atletas do Newell’s Old Boys na semifinal.

LEIA: Atleticanos voltam a queimar fogos em hotel do Olimpia e brigam com polícia

MAIS: Atlético-MG encara Olimpia para fazer história na final da Libertadores

Chamou a atenção um furgão lotado de foguetes para serem utilizados. A imagem já havia sido divulgada pela rede social durante a tarde.

“Ninguém combinou nada. Cada um comprou o seu e veio, senão ia ter um comércio de foguetes aqui”, disse o torcedor aos risos.

Divulgação
Fotos do arsenal comprado pela torcida do Atlético-MG foram divulgadas na internet

Mais de 1.800 pessoas confirmaram presença pelo Facebook e, de fato, as ruas próximas ao estabelecimento no bairro do Belvedere, um dos utilizados pelo Olimpia, foram transformadas em uma praça de guerra na última madrugada.

“Fizemos nossa parte. Agora é só esperar o jogo e comemorar depois”, completou o atleticano.

MAIS: Discrição e distância de BH: veja o estilo de vida de Ronaldinho no Atlético-MG

A queima de fogos durou a noite inteira. O clima era pacífico de forma geral, mas a reportagem do iG Esporte flagrou momentos de confrontos com a polícia.

Vale lembrar, todavia, que informações oficiais dão conta de que apenas dirigentes do Olimpia estavam no hotel em Belvedere. Os jogadores paraguaios teriam passado a noite em um estabelecimento em Nova Lima.

Atlético-MG e Olimpia entram em campo às 21h50 desta quarta, no Mineirão. O time brasileiro precisa de vitória de dois gols de diferença para levar a disputa para a prorrogação e por três para conquistar o título nos 90 minutos.

Leia tudo sobre: atlético-mgolimpialibertadores

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas