Uma vitória ou um empate por dois ou mais gols dão a vaga ao time paulista. Caso haja novo empate em 1 a 1, a definição do classificado será realizada nas cobranças de pênaltis

Léo, lateral do Santos
Gazeta Press
Léo, lateral do Santos

Após empatar em 1 a 1 com o CRAC-GO, no último dia 10, na Vila Belmiro, o Santos volta a enfrentar o time de Catalão (GO), no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, marcado para esta quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), no Estádio Genervino da Fonseca. Experiente, o lateral-esquerdo Léo pede respeito ao oponente para que a equipe praiana consiga avançar mais uma etapa na competição, chegando até as oitavas de final.

"Aquela partida com o CRAC-GO (em casa) talvez tenha sido a nossa pior atuação nas últimas semanas. Vamos trabalhar forte para que as coisas sejam diferentes lá em Goiás", disse o camisa 3 do Peixe, consciente de que um empate em 0 a 0, fora de casa, elimina os santistas da Copa do Brasil.

Por isso, Léo acredita que os alvinegros devem atuar com todo o empenho possível, para que o Santos não seja surpreendido com uma eliminação precoce no torneio nacional. Uma vitória ou um empate por dois ou mais gols dão a vaga ao time paulista. Caso haja novo empate em 1 a 1, a definição do classificado será realizada nas cobranças de pênaltis.

"Mesmo respeitando o adversário, acredito que temos plenas condições de garantir a classificação e seguir na luta pelo bicampeonato da Copa do Brasil", concluiu o veterano lateral, de 38 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.