Juninho volta ao Maracanã e comemora gol apoiando direito da torcida

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia marcou o primeiro gol da vitória do Vasco sobre o Fluminense na reabertura do estádio para jogos de clubes pelo Brasileirão

Parceiro do consórcio que administra o Maracanã, o Fluminense ‘tomou’ o lado direito das cabines de rádio, lugar tradicionalmente ocupado por vascaínos, e os torcedores do Tricolor ainda ironizaram a vantagem com um mosaico exibindo a mensagem "É o destino". Mas Juninho Pernambucano comandou a vitória por 3 a 1 e defendeu seus fãs.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

De volta ao estádio, o ídolo do clube cruz-maltino abriu o placar e apontou para o local ocupado pela torcida do Fluminense neste domingo, mas que, em sua opinião, é dos vascaíno. "O Vasco foi o primeiro campeão no Maracanã e conquistou esse direito. Por respeito, a nossa torcida merecia ficar ali. Só isso", argumentou.

Confira as fotos da rodada deste fim de semana do Campeonato Brasileiro:

Alexandre Pato Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansJogadores do Goiás comemoram gol da vitória sobre a Portuguesa. Foto: Carlos Costa/FuturapressVasco fez a festa da sua torcida na reabertura do Maracanã para os clubes cariocas. Foto: WAGNER MEIER / Agif/Gazeta PressTorcidas ocuparam as arquibancadas atrás dos gols, mas cadeiras centrais ficaram vazias. Foto: WAGNER MEIER / Agif/Gazeta PressFred foi expulso ainda no primeiro tempo do clássico carioca. Foto: Fernando Soutello/Agif/Gazeta PressTorcida do Vasco tirou onda do rival. Foto: Fernando Soutello/Agif/Gazeta PressBahia e Vitória ficaram no 0 a 0. Foto: Felipe Oliveira/Agif/Gazeta PressJuan e Marcelo Moreno em lance de Inter x Flamengo. Foto: Edu Andrade/Gazeta PressNeílton abriu o placar para o Santos na Vila Belmiro. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta PressEverton e Romarinho em lance de Atlético-PR x Corinthians. O campo do Durival de Brito estava encharcado. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressPato marcou o primeiro gol do Corinthians em Curitiba contra o Atlético-PT. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressAlex é marcado por Edu Dracena e Galhardo . Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressWellington Paulista, atacante do Criciúma. Foto: Site oficial do CriciúmaO técnico Renato Gaúcho ficou irritado com a expulsão do chileno Vargas. Foto: Rodrigo Fatturi/Site oficial do GrêmioO atacante Luís Fabiano deixa o campo cabisbaixo durante a partida contra o Cruzeiro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO técnico Paulo Autuori demonstra abatimento durante a derrota do São Paulo para o Cruzeiro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressCorinthians e Atlético-PR não se enfrentam desde 2011. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCriciúma venceu o Grêmio em casa e se afastou da zona do rebaixamento. Foto: Edu Andrade/Fatopress/Gazeta PressRenato comemora seu gol na vitória do Botafogo sobre o Náutico. Foto: Gazeta PressLuan fez os três gols do Cruzeiro contra o São Paulo no Morumbi. Foto: Piervi Fonseca/Agif/Gazeta PressTorcedores deram apoio a Marco Aurélio Cunha como candidato a tirar Juvenal Juvêncio da presidência do São Paulo. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta PressTorcedores usaram nariz de palhaço para protestar contra a diretoria são-paulina. Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta PressTorcedor pede pela saída de Adalberto Baptista e "Zé Cachaça", apelido dado a Juvenal Juvêncio. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta Press

Neste fim de semana, o meia deu aos seus torcedores o direito de celebrar desde os 16 minutos do primeiro. O camisa 8 aproveitou esperteza de Pedro Ken, que desarmou Edinho, e recebeu na entrada da pequena área batendo de primeira e com força, sem nenhuma chance de defesa para Diego Cavalieri.

"A bola sobrou e tive um pouquinho de sorte, porque desviou em alguém no primeiro pau e acompanhei a jogada. Chutei sem medo de errar", disse o meio-campista no intervalo, lembrando que isolou uma cobrança de falta pouco antes da entrevista. "Quase joguei a bola fora do Maracanã", brincou.

Com esse espírito, Juninho Pernambucano não cansou de sorrir, admitindo que o cartão vermelho mostrado a Fred aos 25 minutos do primeiro tempo por agressão a Jomar. "Reestreei com gol e vitória. É claro que, depois da expulsão do Fred, facilitou um pouco. Mas a equipe conseguiu manter o nível durante 90 minutos", comemorou.

Como líder do elenco, porém, o craque cobra reação do time que está em 11º lugar no Brasileiro e a três pontos da zona de rebaixamento. "O caminho é muito longo. Claro que ficamos empolgados com a vitória. Ajudei o time a vencer, usando a braçadeira de capitão... Tudo isso é muito bom. Mas nosso momento ainda é de reação. Precisamos vencer o Criciúma", exigiu, citando o jogo de sábado, em São Januário.

Leia tudo sobre: vascofluminensemaracanãjuninho pernambucanomaracana

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas