Com dois a mais, Criciúma passa sufoco, mas vence o Grêmio por 2 a 1 em casa

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time catarinense se afastou da zona de rebaixamento. Vargas e Biteco foram expulsos

O Criciúma fez valer o mando de campo e a superioridade numérica durante a maior parte da partida, e conseguiu vencer o Grêmio neste sábado, no Heriberto Hulse, pelo placar de 2 a 1, voltando a conquistar uma vitória após cinco rodadas. Wellington Paulista e Matheus Ferraz fizeram os gosl do Criciúma. O Grêmio marcou com o experiente Zé Roberto.

Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Criciúma venceu o Grêmio em casa e se afastou da zona do rebaixamento

Em um pequeno intervalo de tempo no primeiro tempo, o Grêmio sofreu o primeiro gol e perdeu Matheus Biteco, expulso aos 23 após tentar acertar um tapa no adversário. Os gremistas conseguiram encontrar forças e foram para o vestiário com o jogo empatado. Mas aos oito minutos da segunda etapa, a situação ficou ainda mais complicada, quando Vargas acertou um pontapé em Amaral e foi expulso.

Recuado, o Grêmio sofreu o segundo gol, mas ainda assim teve ao menos três oportunidades - com Alex Telles, Gabriel e Kleber - claras para conquistar um empate heroico.

Na próxima rodada, o Criciúma enfrenta o Vasco, em São Januário. Já o Grêmio recebe o Fluminense na Arena.

Veja a tabela completa do Brasileirão. Criciúma se afastou da zona de rebaixamento

O jogo
A tônica do primeiro tempo foi o equilíbrio. O primeiro momento mais agudo foi aos sete minutos do primeiro tempo, quando Elton chegou a balançar as redes do goleiro Dida, mas acabou tendo seu gol anulado, pois aparecia em posição de impedimento ao aproveitar o rebote do gremista.

A resposta gremista veio três minutos depois. Matheus Biteco aproveitou que Bruno estava fora do gol e tentou surpreender o goleiro do Criciúma com um toque de cobertura. O zagueiro Fábio Ferreira apareceu quase em cima da linha para salvar o time da casa.

Aos 14 minutos, o Criciúma teve nova oportunidade. Marlon cruzou pela esquerda, mas Elton, dentro da pequena área, finalizou mal e mandou a bola por cima do gol.

Confira as imagens da rodada do Brasileirão no fim de semana:

Alexandre Pato Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansJogadores do Goiás comemoram gol da vitória sobre a Portuguesa. Foto: Carlos Costa/FuturapressVasco fez a festa da sua torcida na reabertura do Maracanã para os clubes cariocas. Foto: WAGNER MEIER / Agif/Gazeta PressTorcidas ocuparam as arquibancadas atrás dos gols, mas cadeiras centrais ficaram vazias. Foto: WAGNER MEIER / Agif/Gazeta PressFred foi expulso ainda no primeiro tempo do clássico carioca. Foto: Fernando Soutello/Agif/Gazeta PressTorcida do Vasco tirou onda do rival. Foto: Fernando Soutello/Agif/Gazeta PressBahia e Vitória ficaram no 0 a 0. Foto: Felipe Oliveira/Agif/Gazeta PressJuan e Marcelo Moreno em lance de Inter x Flamengo. Foto: Edu Andrade/Gazeta PressNeílton abriu o placar para o Santos na Vila Belmiro. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta PressEverton e Romarinho em lance de Atlético-PR x Corinthians. O campo do Durival de Brito estava encharcado. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressPato marcou o primeiro gol do Corinthians em Curitiba contra o Atlético-PT. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressAlex é marcado por Edu Dracena e Galhardo . Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressWellington Paulista, atacante do Criciúma. Foto: Site oficial do CriciúmaO técnico Renato Gaúcho ficou irritado com a expulsão do chileno Vargas. Foto: Rodrigo Fatturi/Site oficial do GrêmioO atacante Luís Fabiano deixa o campo cabisbaixo durante a partida contra o Cruzeiro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressO técnico Paulo Autuori demonstra abatimento durante a derrota do São Paulo para o Cruzeiro. Foto: Djalma Vassão/Gazeta PressCorinthians e Atlético-PR não se enfrentam desde 2011. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCriciúma venceu o Grêmio em casa e se afastou da zona do rebaixamento. Foto: Edu Andrade/Fatopress/Gazeta PressRenato comemora seu gol na vitória do Botafogo sobre o Náutico. Foto: Gazeta PressLuan fez os três gols do Cruzeiro contra o São Paulo no Morumbi. Foto: Piervi Fonseca/Agif/Gazeta PressTorcedores deram apoio a Marco Aurélio Cunha como candidato a tirar Juvenal Juvêncio da presidência do São Paulo. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta PressTorcedores usaram nariz de palhaço para protestar contra a diretoria são-paulina. Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta PressTorcedor pede pela saída de Adalberto Baptista e "Zé Cachaça", apelido dado a Juvenal Juvêncio. Foto: Miguel Schincariol/ Gazeta Press

Aos 23, o Grêmio ficou com um jogador a menos. Biteco tentou dar um tapa no adversário após uma disputa de bola e acabou recebendo o cartão vermelho direto. Três minutos mais tarde, o Criciúma abriu o placar com Wellington Paulista, que aproveitou cruzamento de Marlon, se antecipou a Cris e cabeceou forte no canto direito de Dida.

Com o baque da expulsão somado ao gol sofrido, o Grêmio encontrou dificuldades para criar jogadas, e quase sofreu o segundo aos 36, quando Dida falhou na saída de bola e Wellington Paulista quase marcou. Um minuto depois, no entanto, o Tricolor achou espaço e aproveitou para empatar a partida. Zé Roberto foi lançado por jovem Ramiro, e, cara a cara com Bruno, só deslocou o goleiro com uma cavadinha, marcando um belo gol.

Depois do gol, o Grêmio equilibrou as ações e conseguiu chegar próximo à área do Criciúma em algumas ocasiões. Mas nenhum dos times teve novas chances de marcar, e o empate se manteve.

Na volta ao segundo tempo, o Criciúma tentou se aproveitar da superioridade numérica e encurralou o Grêmio nos primeiro cinco minutos. A primeira boa chance, contudo, foi gremista, aos sete minutos. Zé Roberto fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e tocou para Vargas. Na finalização, o chileno desperdiçou grande chance, acertando o rosto se Ewerton Páscoa.

Um minuto mais tarde, a situação do Grêmio ficou ainda mais complicada. O mesmo Vargas acertou um chute em Amaral fora do lance de bola, e foi flagrado pelo assistente, que relatou o lance ao árbitro. Assim como Biteco, o chileno recebeu o cartão vermelho direto.

Ao perder o segundo jogador, a equipe gremista recuou ainda mais. Aos 15 minutos, Cassiano recebeu em velocidade e tocou na saída de Dida. Bressan, com um carrinho providencial, tirou a bola em cima da linha.

O Grêmio julgou povoar o meio da defesa e deixar as laterais mais livres para o Criciúma como a melhor estratégia para segurar o resultado. A partir de então, o time de Vadão passou a insistir nos cruzamentos.

Aos 27 minutos, Pará arrancou pela lateral direita em jogada individual, livrou-se de dois adversários e, ao invadir a área, caiu para tentar forçar o juiz a dar o pênalti. Felipe Gomes da Silva parou o lance, marcou falta técnica e ainda aplicou o cartão amarelo ao lateral direito gremista.

O que parecia uma questão de tempo, se concretizou um minuto depois da tentativa de Pará. Em nova jogada pela lateral direita, Sueliton cruzou rasteiro para o zagueiro Matheus Ferraz, que livre de marcação na pequena área, chutou forte para marcar o segundo do Criciúma.

O gol acanhou o Criciúma, que pareceu não saber administrar o placar e a superioridade numérica em campo. Nos últimos minutos, o Grêmio chegou com perigo em ao menos três oportunidades - com Alex Telles em cobrança de falta, Gabriel de cabeça e Kleber, que perdeu uma chance cara a cara com o goleiro Bruno.

Aos 47 minutos, o Criciúma ainda teve a chance de sacramentar o resultado. Gilson chutou cruzado da ponta direita, e Dida salvou o Grêmio com uma grande defesa.

FICHA TÉCNICA - CRICIÚMA 2 X 1 GRÊMIO

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC)
Data: 20 de julho de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Bruno Boschilla e Luiz Santos Renesto (ambos do PR)

Cartões amarelos: Elton e Fabio Ferreira (Criciúma) e Pará (Grêmio)

Cartões vermelhos: Matheus Biteco e Vargas (Grêmio)

Gols: CRICIÚMA: Wellington Paulista aos 23 minutos do primeiro tempo e Matheus Ferraz aos 28 minutos
GRÊMIO: Zé Roberto aos 37 minutos do primeiro tempo

CRICIÚMA: Bruno; Suéliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Amaral (Fabinho), Elton (Daniel Carvalho), Leandro Brasília e Ivo (Gilson); Cassiano e Wellington Paulista
Técnico: Vadão

GRÊMIO: Dida; Pará, Werley (Cris), Bressan e Alex Telles; Ramiro, Matheus Biteco, Zé Roberto e Elano (Gabriel); Vargas e Barcos (Kleber)
Técnico: Renato Gaúcho

Leia tudo sobre: genetfutebolcriciumagremiosofrecampeonato brasileirovencevitoriavenceuganhou

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas