Técnico do Palmeiras valoriza vitória e primeiro lugar na tabela, mas ressalta o acesso como principal objetivo na Segundona

O adiamento de Chapecoense x América-MG para este domingo fez com que a vitória sobre o Figueirense deixasse o Palmeira s na liderança da Série B do Brasileiro, posição que será mantida caso o clube de Chapecó (SC) não vença em casa. Mas Gilson Kleina nem pensa nisso. O técnico contém a euforia pelo resultado no Orlando Scarpelli ao mesmo tempo em que minimiza a ponta da tabela para diminuir a pressão sobre o time.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

"Temos responsabilidade com acesso. Sempre cobram muito no Palmeiras, mas é um campeonato que dá quatro títulos, apesar de só o primeiro levantar a taça", simplificou o treinador, sincero ao relatar que o objetivo de suas palavras é não incentivar uma exigência maior ao seu elenco.

Vinícius marcou o primeiro gol do Palmeiras contra o Figueirense
Gazeta Press
Vinícius marcou o primeiro gol do Palmeiras contra o Figueirense

"Vamos tentar ser líder com regularidade. O futebol é assim, e todos os jogos contra nós valem mais para os adversários. Nós nos preocupamos com o acesso. Responsabilidade e pressão existem, não vamos aumentar mais. Um jogo de cada vez é a receita", declarou o comandante.

O próprio Kleina, entretanto, não conseguiu diminuir sua alegria pelo resultado, conquistado após o time levar 1 a 0 no primeiro tempo. "A equipe que sai atrás, consegue a virada, sofre o empate e ainda busca a vitória. Estão de parabéns todos os jogadores, e o apoio da torcida foi fundamental. Mas precisamos voltar a treina na segunda-feira com foco", cobrou.

E o trabalho será em substituições decisivas como as duas que ele fez neste sábado. Alan Kardec entrou no lugar de Charles no intervalo e mudou o jogo, que passou a ficar sob domínio do Verdão. Depois, com um a mais desde a expulsão de André Rocha aos 25 minutos do segundo tempo, Ronny foi escalado na vaga de Vinicius e cruzou para Alan Kardec cabecear na trave e Valdivia aproveitar o rebota fazendo o gol da vitória.

"Fomos inteligentes com a expulsão e aproveitamos", comentou o técnico do time que alcançou neste fim de semana a sua quarta vitória consecutiva. "Respeitamos todos. O Figueirense tem tradição, está vindo de vitorias, o Ricardo Bueno vem bem... Sabíamos da dificuldade, mas também nos impomos", celebrou.

Mas as ordens visando o jogo do próximo sábado, contra o Guaratinguetá, marcaram a entrevista coletiva do chefe. "Que o time suba, mantenha vitórias e tenha regularidade. Fizemos um grande jogo contra um adversário difícil como o Figueirense, mas não podemos ter euforia. Nossa semana será cheia de trabalho. Precisamos chegar a Guaratinguetá e nos impor de novo", cobrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.