Em entrevista à ESPN Brasil, goleiro diz que expressão ‘parado no tempo’, usada para contestar a gestão de Juvenal Juvêncio não foi crítica, e sim um alerta

Danilo vence Rogério Ceni e faz o segundo gol do Corinthians na Recopa
Andre Penner/AP
Danilo vence Rogério Ceni e faz o segundo gol do Corinthians na Recopa

Rogério Ceni mudou de tom e amenizou as críticas à diretoria do São Paulo feitas após a derrota para o Corinthians na última quarta-feira. Em entrevista à ESPN Brasil, nesta sexta-feira, o goleiro tentou explicar a expressão ‘parado no tempo’ , que ele usou para avaliar a atual administração do clube.

Leia mais:  Irritado, Ceni admite superioridade do rival: 'São Paulo parou no tempo'

“O ‘parado no tempo’ não foi uma crítica, foi um alerta. Todos conhecem o investimento feito no CT de Cotia, por exemplo. Eu morei no Morumbi quando cheguei ao clube e sei da modernização que foi feita no estádio. Entre tantas outras coisas”, disse Ceni, citando os acertos da gestão de Juvenal Juvêncio. “Mas as coisas são maiores do que isso. Eu vejo os outros clubes evoluindo e acho que o São Paulo deveria estar atento a isso. Os outros clubes foram atrás do tempo perdido”, prosseguiu.

Veja também:  Diretor de futebol rebate Rogério e nega que São Paulo parou no tempo

Ao deixar o gramado do Pacaembu na quarta-feira, derrotado pelo Corinthians por 2 a 0, Rogério Ceni tinha sido mais incisivo. “Os problemas do São Paulo são grandes no momento, mas não me sinto à vontade para falar quais são eles. Paramos no tempo, e os outros avançaram. As outras pessoas seguem e a gente parou no tempo”.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

A declaração do capitão foi devidamente respondido pelo diretor de futebol Adalberto Batista, que na quinta-feira concedeu entrevista coletiva. “Não concordo”, resumiu o cartola, para depois prosseguir. “Eu gosto de analisar as manifestações quando são feitas de cabeça mais fria. Todos sabem que ele (Rogério) está em vias de se aposentar e gostaria de encerrar a carreira com um título”.

Adalberto ainda citou um problema físico para criticar o desempenho do goleiro. “Todos sabem que ele ainda está com uma lesão no pé direito e isso tem atrapalhado o desempenho dele”.

Sobre a tal lesão, Rogério Ceni foi firme na entrevista à ESPN Brasil. “Meu pé está perfeito, não sinto dor nenhuma. Sequer fui ao departamento médico fazer qualquer tipo de tratamento. Eu me sinto em perfeitas condições”. Ele ainda citou o gol de falta marcado sobre o Vitória, no domingo passado, para comprovar sua condição física.

Por fim, o goleiro confirmou o que não é novidade: vai mesmo se aposentar no final do ano. “Estou me preparando para parar de jogar em alguns meses. Isso não é segredo para ninguém”, disse ele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.