Discurso do treinador após eliminação para o Cruzeiro na Copa do Brasil não bate com o do diretor de futebol do clube goiano

Renê Simões nega que o Atlético-GO esteja passando por uma crise
Gazeta Press
Renê Simões nega que o Atlético-GO esteja passando por uma crise

O clima no Atlético-GO após a derrota sofrida para o Cruzeiro , por 1 a 0, nessa quarta, foi de desencontro entre as diversas partes. O técnico René Simões, por exemplo, evitou fazer críticas aos atletas e negou que haja uma crise na equipe.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O time está motivado para a sequência, fizemos um bom jogo, fomos melhores do que o Cruzeiro. Muito se fala em crise no Atlético-GO. Quando a gente chegou, já se sabia que uma reformulação era necessária, que alguns jogadores iam sair, outros iam chegar. Vamos reforçar o elenco para o restante da temporada", garantiu, em entrevista coletiva após a partida.

O diretor de futebol Adson Batista, por sua vez, teve um discurso diferente. Ao Portal 730 , o dirigente criticou duramente a postura do elenco que tem em mãos.

Veja também: Com reservas, Cruzeiro vence Atlético-GO e chega às oitavas da Copa do Brasil

"Nosso time está longe de ser uma equipe competitiva, que tenha vontade. Com toda a sinceridade, alguns jogadores estavam andando, dispersos. Parecia que estavam jogando contra um time amador, e não contra o Cruzeiro, com transmissão para o Brasil inteiro. Eu estou cada dia mais preocupado. A gente vai buscar soluções, mas realmente foi um time distante (do ideal)", afirmou.

Confira a classificação atualizada da Série B

O jogo dessa quarta foi disputado no Serra Dourada e válido pela terceira fase da Copa do Brasil. O resultado selou a eliminação do time goiano, que havia sido goleado por 5 a 0 na partida de ida. Agora o Atlético-GO volta as atenções para a Série B, competição em que ocupa a décima posição e pela qual enfrenta o ASA no próximo sábado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.