Osvaldo sonha com título da Recopa para voltar a dormir e sair de casa

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

O vice-campeonato, em contrapartida, deixaria Osvaldo e seus colegas de São Paulo ainda mais longe das ruas

Djalma Vassão/Gazeta Press
Osvaldo em ação pelo São Paulo

O atacante Osvaldo não tem dormido bem. "Ninguém aqui está", disse o jogador, no fim da tarde desta terça-feira, depois do último treino do São Paulo para a final da Recopa Sul-americana, contra o Corinthians. Para ganhar o título em cima do rival, o time precisará necessariamente vencer - o que não consegue há oito jogos -, pois perdeu a primeira partida por 2 a 1.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A série negativa (que inclui a primeira partida do tira-teima continental, seis rodadas do Campeonato Brasileiro e amistoso contra o Flamengo) instalou crise incomum no clube. A primeira medida da diretoria foi trocar o comando da equipe: demitiu Ney Franco e contratou Paulo Autuori. Nos primeiros dias de trabalho, o novo treinador tem priorizado passar calma ao elenco.

"Todos estão tendo noites de insônia. O professor está tendo conversa com cada um para nos dar tranquilidade e conseguir as vitórias, ainda mais em um jogo difícil como o de amanhã", falou o camisa 17, na esperança de que um triunfo no Pacaembu mude alguma coisa.

Leia mais: Recreativo são-paulino mostra Jadson recuperado para final da Recopa

"Acho que vai mudar muita coisa, viu? Vai trazer a torcida de volta para o nosso lado, vai ressurgir a confiança. Melhoraria muito o ambiente ganhar um título em cima do Corinthians. É tudo o que a gente quer. Ontem (segunda-feira) mesmo, a gente só falava desse jogo. Vamos ter que dar algo a mais", reconheceu.

O vice-campeonato, em contrapartida, deixaria Osvaldo e seus colegas ainda mais longe das ruas. "Chego em casa e não consigo sair. Se você sai de casa, torcedor acaba te cobrando vitória. Se não vencermos, essa pressão vai aumentar ainda mais. A tendência é cobrarem ainda mais. A gente chega a um ponto que tem que dizer 'chega', vencer e chamar a torcida para o nosso lado".

A partida decisiva será às 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, no Pacaembu. A escalação são-paulina não foi revelada por Autuori, que fechou o treino apronto no CT da Barra Funda.

Leia tudo sobre: São PauloOsvaldorecopa 2013igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas