Zagueiro saiu cedo do time paulista por um baixo valor e hoje é pretendido por grandes clubes da Europa, como PSG e Barcelona

Marquinhos, zagueiro da Roma
AP
Marquinhos, zagueiro da Roma

Marquinhos surgiu como grande promessa do futebol brasileiro em 2012 ao conquistar o título da Copa São Paulo de Futebol Juniores e logo foi negociado com a Roma. Um ano depois da venda do jovem zagueiro, a diretoria do Corinthians vê Barcelona e Paris Saint-Germain brigarem para contratar o garoto por milhões de euros, cifras bem maiores do que os mais de R$ 7 milhões recebidos no ano passado.

Alexandre Pato joga mal e ouve vaias no Pacaembu: 'Direito deles'

Para os catalães, Marquinhos seria a segunda opção do técnico Tito Vilanova, que gostaria de contar com o futebol do também brasileiro Thiago Silva. Já o PSG deseja contratar o jogador formado no Alvinegro de Parque São Jorge justamente para formar dupla de defesa com o capitão da seleção brasileira. Os valores especulados giram em torno de R$ 100 milhões.

Apesar da diferença nas cifras, o diretor adjunto Duílio Monteiro Alves nega que o Timão tenha perdido a oportunidade de lucrar mais dinheiro com a revelação. Para o dirigente, seria impossível, mesmo conhecendo o potencial de Marquinhos, prever o sucesso que o defensor faria no futebol europeu e a quantidade de euros que os clubes estrangeiros devem investir.

"O Marquinhos tinha um ano e meio de contrato só, veio a proposta da Roma e ele quis sair. Os valores não eram baixos, estes é que são muito altos, não dava para prever. Ainda temos 5% dos direitos e mais 5% por ter sido o clube formador. Se pensar assim ninguém sai do clube", ressaltou Duílio em entrevista ao Mesa Redonda, da TV Gazeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.