Com 12 gols sofridos em oito jogos na Série B, time tem a terceira pior marca da competição e precisa melhorar para mata-mata contra paranaenses

O Paysandu tem uma semana de folga até seu próximo jogo na Série B e usa esse período para ajustar o principal problema da equipe até o momento: a defesa. Com 12 gols sofridos em oito jogos, o time tem a terceira pior marca da competição, à frente apenas de oeste e Guaratinguetá. Por isso, o técnico Givanildo Oliveira tem buscado reforçar o setor antes do jogo contra o Atlético-PR, na próxima quarta, pela Copa do Brasil.

Conhecido pelas suas características ofensivas, o lateral Yago Pikachu destacou a necessidade de reforçar a marcação para a partida contra o Furacão: "É preocupante (a situação da defesa). O professor sempre fala que nossa falha maior tem sido levar gols em todas as partidas. A gente tem procurado corrigir isso nos treinamentos. A Copa do Brasil é uma competição diferenciada e o gol sofrido conta muito. Temos que trabalhar mais esta semana para ajustar o que está errado".

O volante Zé Antônio ressaltou a mudança de regulamento de uma competição para outra e o cuidado que o time deve ter na primeira partida, em casa: "O torneio é outro e a fórmula de disputa também, requer atenção o tempo todo e não podemos levar gols em casa. Em duas partidas em casa, sofremos cinco gols e devemos ter mais atenção porque um gol fora de casa tem um peso enorme e pode definir a classificação para a próxima fase", disse o jogador, em entrevista ao "Diário do Pará".

Ao mesmo tempo, o meio-campista também buscou ressaltar o bom desempenho ofensivo do time nos últimos jogos: "Todo mundo fala dos gols que temos levado, mas é bom que seja lembrado que também estamos marcando muitos gols. É claro que estamos chateados com a quantidade de gols sofridos, mas temos tido força para reagir nos jogos importantes que tivemos até aqui na Série B".

Confiante na equipe, Zé Antônio acredita que o time possa ir longe na Copa do Brasil: "No decorrer dos anos, times que não eram considerados favoritos acabaram surpreendendo e conquistando a competição. A gente sabe que é difícil jogar contra um time de primeira divisão, até pelo investimento e tudo o que envolve, mas por ser uma competição de mata-mata, todos têm condição de surpreender e ir adiante".

Paysandu e Atlético-PR se enfrentam pelo jogo de ida da terceira rodada da Copa do Brasil na próxima quarta, às 19h30, no Estádio do Mangueirão, em Belém-PA.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.