No coletivo realizado na última quinta, Tite deixou Ibson no meio, com Romarinho na direita e Alexandre Pato na esquerda

Romarinho em ação pelo Corinthians
Djalma Vassão/Gazeta Press
Romarinho em ação pelo Corinthians

Os três jogadores com características mais adequadas à função de meia central no 4-2-3-1 de Tite estão fora da partida do Corinthians contra o Atlético-MG, no Pacaembu. Emerson, que também fez a função em vários jogos, é outro desfalque. Assim, o treinador decidirá entre Ibson e Romarinho.

Juvenal cita Corinthians para explicar má fase do São Paulo e se enrola

Quando Renato Augusto se machucou no último final de semana, Ibson assumiu o posto. Naquela situação, com o time já em vantagem de dois gols sobre o Bahia fora de casa, não havia grande necessidade de criar jogadas que não fossem contra-ataques na Fonte Nova.

No próximo domingo, diante de um Atlético-MG cheio de reservas, o cenário será diferente. A formação do Parque São Jorge precisará de articulação para furar o bloqueio dos visitantes, e Ibson não se sente muito à vontade como armador. "Já fiz a função no Flamengo, mas eu previro vir de trás", comentou.

No coletivo realizado na última quinta, Tite deixou o carioca no meio, com Romarinho na direita e Alexandre Pato na esquerda. Na segunda metade da atividade, observou a equipe com Ibson na direita --- como ele entrou contra o São Paulo --- e Romarinho mais centralizado.

Em nenhuma das duas formações o Corinthians tem a articulação oferecida por Danilo, Douglas ou Renato Augusto, mas os problemas físicos não oferecem muitas alternativas. O treinador terá de escolher em um carregador de bola que prefere passes de lado e um infiltrador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.