Luis Fabiano e Clemente Rodriguez recebem cartão vermelho; torcedores gritam "time sem vergonha" após derrota em casa por 2 a 1

A fase definitivamente não é boa para o São Paulo . Sob protestos e ameaças dos torcedores, a equipe perdeu por 2 a 1 para o Bahia na noite desta quarta-feira em jogo antecipado da 11ª rodada do Brasileirão. É a sexta partida seguida sem vitória do time, que saiu xingado de campo pela torcida e se vê ainda mais pressionado por uma vitória sobre o Corinthians na Recopa Sul-Americana na semana que vem.

Apenas 4.579 pessoas foram ao Morumbi assistir ao jogo. Gritos como ‘raça’, ‘é quarta-feira’ e ‘é Muricy’ dominaram as arquibancadas do estádio no primeiro tempo. A situação complicou na etapa final com os gols do Bahia e as expulsões de Luis Fabiano, por colocar a mão na bola, e do estreante Clemente Rodriguez. Foi a deixa para cantos como ‘pipoqueiro’, ‘time sem vergonha’ e ‘queremos jogador’.

LEIA: São Paulo apresenta Paulo Autuori como novo treinador na tarde desta quinta

Luis Fabiano disputa lance com Titi em jogo contra o Bahia. O atacante foi expulso.
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Luis Fabiano disputa lance com Titi em jogo contra o Bahia. O atacante foi expulso.

Dentro de campo, o São Paulo pouco fez para vencer o Bahia. A partida começou em ritmo muito lento e a equipe visitante foi melhor nos minutos iniciais. Os são-paulinos, porém, marcaram em sua primeira oportunidade: Aloísio fez aos 14 o milésimo gol do clube no Morumbi na história do Brasileirão. O time melhorou, mas foi só.

MAIS: Diretoria do São Paulo 'foge' por vestiario dos visitantes após nova derrota

A velocidade continuou baixa no segundo tempo e os baianos chegaram ao empate aos 18 minutos com Talisca. Luis Fabiano recebeu o cartão vermelho três minutos depois. E a cada erro dos jogadores do São Paulo os torcedores não perdoavam. O clima, que já não era dos melhores, piorou com o gol de virada, anotado por Fahel, e a expulsão de Clemente Rodriguez.

Com o resultado, o São Paulo caiu para a décima posição no Brasileirão. O que importa, no entanto, é a disputa da Recopa contra o Corinthians. Depois de perder por 2 a 1 no duelo de ida, o clube tricolor precisa de triunfo por dois gols de diferença no Pacaembu para ficar com o título.

Já o Bahia, que viu sua torcida gritar "olé" para o rival em pleno Morumbi, sobe para o terceiro lugar no torneio nacional.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 2 BAHIA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 10 de julho de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Público: 4.579 torcedores
Renda: R$ 116.450,00
Cartões amarelos: Aloísio, Clemente Rodríguez e Luis Fabiano (São Paulo); Diones, Omar e Titi (Bahia)
Cartões vermelhos: Luis Fabiano e Clemente Rodríguez (São Paulo)

Gols:
SÃO PAULO: Aloísio, aos 14 minutos do primeiro tempo
BAHIA: Anderson Talisca, aos 18, e Fahel, aos 42 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Lucas Farias (Silvinho), Lúcio, Rhodolfo e Clemente Rodríguez; Rodrigo Caio, Maicon e Jadson; Aloísio (Ademílson), Osvaldo (Roni) e Luis Fabiano
Técnico: Milton Cruz (interino)

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson, Titi (Feijão), Lucas Fonseca e Raul; Fahel, Rafael Miranda (Ítalo Melo), Diones e Anderson Talisca (Fabrício Lusa); Marquinhos e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.