Para treinador, Santos teve domínio da partida nesta quarta, no confronto de ida pela terceira fase da Copa do Brasil. Mas não conseguiu traduzir isso em gols

Claudinei Oliveira, técnico interino do Santos
Ricardo Saibun/Divulgação Santos FC
Claudinei Oliveira, técnico interino do Santos

O técnico do Santos , Claudinei Oliveira, lamentou o empate em 1 a 1 de equipe com o CRAC-GO nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. Para o treinador, o time teve amplo domínio das ações, mas não conseguiu traduzir em gols a sua superioridade em relação aos goianos, no confronto de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A gente teve a proposta de pressionar o CRAC-GO, criamos mais chances de gol, só que não convertemos. Nos momentos de dificuldade, tentamos trabalhar, fazer a bola rodar, para encontrar espaços. Só que, mesmo depois do gol, eles não mudaram a proposta. Eles tiveram uma bola na trave e o gol. Fomos buscar o resultado, mas não conseguimos. Em qualquer outro esporte seria inimaginável a gente não ganhar hoje (quarta). Só que, nem sempre, quem tem mais posse de bola e cria mais chances, vence o jogo, no futebol", disse Claudinei.

O treinador ainda agradeceu o apoio dos torcedores, do começo até o fim da partida. "Temos que agradecer a postura do torcedor, que nos incentivou o tempo todo, mesmo quando tivemos dificuldades para criar. Claro que todos ficam chateados, mas esse apoio foi muito importante. Agora, vamos procurar trabalhar para evoluir", comentou.

O Santos volta a enfrentar o CRAC-GO no próximo dia 24, no Estádio Genervino da Fonseca, e precisa vencer para eliminar o time goiano ou, então, empatar por dois ou mais gols. Porém, caso o jogo de volta termine 0 a 0, a equipe de Catalão irá avançar de fase na Copa do Brasil.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.