Cruzeiro aplica goleada no Atlético-GO e abre enorme vantagem na Copa do Brasil

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe mineira fez 5 a 0 jogando no Mineirão e abriu grande vantagem para avançar na Copa do Brasil

O Cruzeiro não encontrou problemas para confirmar o favoritismo contra o Atlético-GO, vencendo por 5 a 0, no Mineirão, e abrindo boa vantagem para avançar para a próxima fase da Copa do Brasil. A partida desta terça-feira, marcou o retorno da Raposa em grande estilo ao Gigante da Pampulha após a realização da Copa das Confederações.

Yuri Edmundo/Gazeta Press
Dedé comemora gol do Cruzeiro diante do Atlético-GO

O time do técnico Marcelo Oliveira dominou inteiramente o jogo, e com extrema facilidade foi marcando os gols. O primeiro foi anotado por Diego Souza, na sequência, Vinicius Araújo marcou de cabeça, e ainda no primeiro tempo, o zagueiro Dedé ampliou em mais um gol de cabeça, aproveitando a fragilidade defensiva do Atlético-GO. A goleada foi confirmada com Everton Ribeiro que marcou o quarto gol celeste e Egídio que fechou o placar com belo chute com a canhota.

O jogo de volta entre Cruzeiro e Atlético-GO está marcado para quarta-feira, da próxima semana, no Serra Dourada, em Goiânia. Mas as duas equipes terão compromissos pelo Brasileiro, a Raposa recebe o Náutico, domingo, no Mineirão, enquanto o Dragão vai duelar contra o Figueirense, pela Série B.

O jogo - Jogando no Mineirão, o Cruzeiro não encontrou muitos problemas para manter o controle da posse de bola. A Raposa, porém, não exerceu grande pressão no inicio do jogo, se limitando a marcar a saída de bola do Dragão e a trocar passes, na tentativa de encontrar espaços na zaga atleticana.

A estratégia foi suficiente para chegar ao gol antes dos dez minutos, em um lance que o goleiro Márcio estava caído pedindo atendimento médico. O armador Diego Souza não quis parar a jogada e mandou para as redes abrindo os trabalhos no Gigante da Pampulha. Os jogadores do Dragão reclamaram da falta de fair play do atleta cruzeirense.

Atuando com tranquilidade, e até com lentidão em alguns momentos, o Cruzeiro controlou o jogo sendo pouco ameaçado. Insatisfeito com a postura da equipe goiana, o técnico Renê Simões pediu que seus comandados adiantassem a marcação, a mudança de posicionamento gerou algumas oportunidades de finalização contra o goleiro Fábio, mas sem sucesso.

O Cruzeiro, então resolveu acelerar um pouco o ritmo, e acabou chegando ao segundo gol, aos 31, com o avante Vinicius Araújo, que desviou, de cabeça, cobrança de falta de Souza pela esquerda, levando o torcedor celeste à loucura nas arquibancadas do Mineirão. O jovem atacante da Raposa vibrou muito com o gol anotado.

Com Diego Souza e Everton Ribeiro invertendo os lados do campo, a defesa visitante acabou com problemas em vários momentos do jogo para anular as jogadas dos dois armadores cruzeirenses. O placar começou a virar goleada aos 42, quando Egídio cobrou falta e Dedé apareceu com liberdade para cabecear para as redes, praticamente liquidando o jogo no primeiro tempo.

Na volta para o segundo tempo, o Atlético-GO corrigiu o posicionamento do setor defensivo, impondo relativa resistência ao Cruzeiro, e até chegando ao ataque em lances esporádicos. Errando alguns passes, os mineiros perderam rendimento em parte dos 45 minutos finais, mas mantendo as rédeas da partida.

O balde de água fria no Dragão veio aos 12, com Everton Ribeiro, que sozinho dentro da área só teve o trabalho de completar cruzamento da direita para as redes goianas, consolidando a goleada. Um equilíbrio momentâneo só foi visto por alguns instantes, quando o Atlético-GO passou a ter superioridade no número de jogadores em campo, já que Bruno Rodrigo foi expulso por jogada violenta.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 5 X 0 ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 09 de julho de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Jackson Massarra dos Santos (RJ)
Cartões amarelos: Dedé (Cruzeiro); João Paulo (Atlético-GO)
Cartão vermelho: Bruno Rodrigo (Cruzeiro)
Público:11.317 pagantes
Renda: R$ 411.540,00
Gols:
CRUZEIRO: Diego Souza, aos nove, Vinicius Araújo, aos 31 e Dedé, aos 42 minutos do primeiro
tempo; Everton Ribeiro, aos 12 e Egídio, aos 30 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio: Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Souza, Everton Ribeiro (Tinga) e Diego Souza (Léo); Luan e Vinicius Araújo (Ricardo Goulart)
Técnico: Marcelo Oliveira

ATLÉTICO-GO: Márcio; Diogo Campos, Artur, Diego Giaretta e Ernandes; Dodó, Marino, Jorginho (Robston) e João Paulo (Caio); Pipico (Juninho) e Ricardo Jesus
Técnico: René Simões

Leia tudo sobre: copa do brasilcruzeiroatletico-go

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas