Ação da torcida no Rio Grande do Norte pode tirar Palmeiras de São Paulo de novo

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Na partida válida pela sexta rodada da Série B, árbitro relatou que um objeto foi arremessado pelos torcedores palmeirenses durante a vitória da equipe por 2 a 0

Gazeta Press
Palmeirenses comemoram gol na vitória sobre o América-RN

O Palmeiras cumpriu no sábado o último jogo de suspensão imposta pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por confusão da torcida no Brasileirão de 2012. Mas uma nova punição pode estar a caminho: nesta terça-feira, o clube será julgado por conta do comportamento de seus fãs na vitória sobre o América-RN.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Na partida válida pela sexta rodada da Série B, disputada em Ceará-Mirim (RN), em 11 de junho, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, do quadro da Fifa e da Federação Mineira de Futebol, relatou que um objeto foi arremessado da torcida palmeirense durante a vitória da equipe por 2 a 0.

"Aos 37 minutos do segundo tempo, fui informado pelo assistente nº2, Sr. Otavio Correia de Araújo Neto, que foi arremessada , em sua direção, uma garrafa plástica contendo substância líquida, sendo que referido objeto partiu de onde se encontrava a torcida da S.E. Palmeiras. por fim informo ainda que o objeto não atingiu o árbitro assistente", informou o árbitro na súmula.

O clube será julgado nesta terça-feira com base no artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) por "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: lançamento de objetos no campo", com risco de multa de R$ 100 a R$ 100 mil e perda de um a dez mandos de campo. O América-RN também será julgado.

O Palmeiras ainda não pôde atuar na capital paulista na Série B por conta da confusão entre torcedores e policiais no empate com o Botafogo, em novembro, em Araraquara, quando o time já cumpria punição porque torcedores haviam até atirado cadeiras no Pacaembu em derrota para o Corinthians, em setembro.

O Palmeiras volta a ter o Pacaembu como casa na sexta-feira, às 21 horas (de Brasília), diante do ABC, e a possibilidade de atuar novamente como mandante no interior já preocupa o elenco, que começou a Série B jogando em Itu por três rodadas e, no sábado, goleou o Oeste em Presidente Prudente.

"Sabemos como é difícil sair da capital para jogar no interior. Quem não quer jogar em casa? Queremos sempre jogar no Pacaembu, que é a casa do Palmeiras", comentou Charles. "É gostoso jogar no interior, mas é difícil porque você tem que se deslocar, isso complica. Se tiver que jogar fora de novo, não tem jeito, mas preferimos nossa casa", prosseguiu o volante.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: PalmeirasSérie B

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas