Meia chileno não jogava há 114 dias, participou de três gols na goleada diante do Oeste e se destacou na partida

Valdivia comemora gol de Charles sobre o oeste
CÉLIO MESSIAS/Gazeta Press
Valdivia comemora gol de Charles sobre o oeste

A participação decisiva de Valdivia em três gols na vitória por 4 a 0 sobre o Oeste em seu primeiro jogo após 114 dias gerou comemoração além do aspecto esportivo. Os companheiros e membros da comissão técnica abriram sorrisos por apontar o contestado colega como alguém que merece elogios.

Leia mais:  Valdivia decide, e Palmeiras faz 4 a 0 no Oeste com gols de Leandro e Charles

"Ele é uma pessoa bacana. Nos jogos é um cara que quer ganhar, disputar, e por isso reclama do juiz e faz coisas que passam uma imagem do que ele não é. Ele é um cara bacana, que trata bem a comissão técnica, a diretoria e os jogadores. E é profissional, faz tudo que pedimos", ressaltou o auxiliar Juninho, comandante do time em Presidente Prudente devido à suspensão de Gilson Kleina.

Os jogadores deixaram o Prudentão ressaltando que, entre eles, houve quem comentasse que o time estaria com 100% de aproveitamento na Série B do Brasileiro se o chileno estivesse à disposição antes - o Verdão está em terceiro lugar, a quatro pontos da líder Chapecoense após somar 15 doas 21 pontos que disputou.

"Cara, ele jogou demais. Ele nos deu a vitória. Quando o Valdivia está em campo, é isso aí. Temos muito que agradecer a ele", destacou Márcio Araújo. "Falei para ele: ‘você é diferente mesmo, hein, cara!’. E ele me disse que nós somos diferentes por tocar de primeira. Assim fica bom", comemorou Wesley.Juninho não escondeu sua admiração pela camisa 10. "Os jogadores, a comissão técnica, a diretoria... Todos sabemos o potencial do Valdiva", afirmou o auxiliar, destacando principalmente o passe preciso do meia para Leandro rolar para Charles fazer o terceiro gol.

"O Valdivia é um jogador que dispensa comentários. É só ver a bola que meteu no gol do Charles. A torcida e nós não vemos e ele mete o cara no meio do gol. É inimaginável a bola que ele mete para o Leandro", prosseguiu o assistente de Gilson Kleina, bastante esperanço em relação ao jogador.

"O problema dele são as contusões, mas ele não tem um prazo com tempo muito bom para recuperar. Agora não vai ter mais contusões. À medida que for jogando mais tempo, vai pegando ritmo e o condicionamento físico vai melhorar", apostou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.