Presidente do São Paulo veta Luxemburgo e não descarta retorno de Muricy

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Juvenal Juvêncio explicou que o ex-treinador do Grêmio tem bastante rejeição no clube

Alan Morici/Agência O Dia
Muricy Ramalho é o preferido no São Paulo

Confirmada a demissão de Ney Franco, a diretoria do São Paulo começa se movimentar para encontrar um novo treinador até quarta-feira que vem, dia em que recebe o Bahia, no Morumbi. Vanderlei Luxemburgo, recém-saído do Grêmio, foi prontamente descartado pelo presidente do clube, Juvenal Juvêncio.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Não existe (essa possibilidade)", disse o mandatário à Rádio Estadão, contando que esse assunto foi debatido ainda no sábado, em reunião do Conselho. "Essa notícia pululou lá (risos). Alguns companheiros diziam: 'Não faça isso'. Ele não tem nosso perfil. Nosso pessoal não gosta dele. O porquê, eu não sei, mas não gostam. Nossa comunidade não gosta dele".

Leia mais: Demissão de Ney Franco expõe falta de planejamento da diretoria do São Paulo

Não é de hoje que o nome de Luxemburgo tem forte rejeição no São Paulo. Na penúltima troca no comando técnico, há dois anos, João Paulo de Jesus Lopes, então diretor de futebol e atualmente vice-presidente, falou que não trabalharia com ele. Nesta sexta-feira, o dirigente voltou a insinuar esse posicionamento e a acenar com um possível retorno de Muricy Ramalho.


"É óbvio que é um nome a ser cogitado, até pela proximidade que tem, pelo caráter que tem, por sua competência técnica demonstrada no São Paulo, até porque é um filho do São Paulo Futebol Clube. Sem dúvida nenhuma, é um nome a ser cogitado. Mas não temos nesse momento nenhuma preferência e nenhuma definição", comentou o dirigente.

Juvenal adotou discurso muito semelhante. "O Muricy teve momentos espetaculares, um dia também saiu, e a gente foi muito criticado por isso, mas estava no momento de ele sair. A partir de agora, vamos ver quais são os nomes e então fazer os contatos. Vamos ver. Se for (o Muricy), será um grande nome, mas não temos definição".

Leia mais: Jesus Lopes diz que Muricy é ‘filho do São Paulo’, mas deixa opções abertas

Três vezes campeão brasileiro pelo São Paulo como treinador, Muricy está sem emprego desde que deixou o Santos, pouco mais de um mês atrás. Além dele, Dorival Júnior é outra opção disponível no mercado. Paulo Autuori, embora no Vasco, agrada à diretoria pelo ótimo ano de 2005, no qual venceu a Libertadores e o Mundial pelo clube.

No domingo, diante do Santos, o treinador interino será Milton Cruz. O coordenador técnico já orientou a primeira atividade na tarde desta sexta-feira, no CT da Barra Funda.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas