São Paulo vende zagueiro Paulo Miranda para o Olympique de Marseille

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Zagueiro de origem, que vinha sendo improvisado na lateral-direita, foi negociado com a equipe francesa por cerca de R$ 13 milhões

O zagueiro Paulo Miranda foi negociado por 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões) com o Olympique de Marseille e viajará na semana que vem à França para realizar exames médicos e assinar contrato. O São Paulo, que ainda não se pronunciou oficialmente sobre a transferência, detém 20% dos direitos econômicos do atleta.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Divulgação/Vipcomm
Paulo Miranda foi negociado com o Olympique de Marseille

Paulo Miranda, de 24 anos, tinha contrato com o clube brasileiro até o fim de dezembro de 2014. Improvisado na temporada passada como lateral direito, o beque havia voltado a atuar em sua posição de origem recentemente, antes de machucar a mão esquerda. Recém-operado, ele levará aproximadamente mais 20 dias até voltar a se recuperar em definitivo.

Sua trajetória no clube é curiosa. Contratado em janeiro de 2012, ele caiu em desgraça ao cometer pênalti na semifinal do Campeonato Paulista, quando o time foi eliminado pelo Santos. Naquela ocasião, ainda vacilou no segundo gol adversário. Por determinação da diretoria, foi retirado da concentração das oitavas de final da Copa do Brasil, frente à Ponte Preta.

A decisão da cúpula do futebol de que ele não poderia ser mais escalado se deu a contragosto do treinador da época, Emerson Leão, que só pôde voltar a utilizá-lo bem depois. Quando Ney Franco chegou, também optou por improvisar o volante Casemiro na defesa em vez de colocar Paulo Miranda ou qualquer outro zagueiro de ofício disponível no elenco.

A volta por cima veio por acaso. Quando o lateral direito Douglas se machucou, o comandante arriscou e deu chance ao zagueiro. Que foi bem e recebeu elogios de todos, firmando-se na função ao longo do segundo semestre. Neste ano, seguiu como titular até que a diretoria pusesse fim às improvisações. Mas voltou à equipe, como beque, após lesão de Rafael Toloi.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas