Rivalidade entre São Paulo e Corinthians valoriza Recopa 2013

Por Pedro Taveira - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Normalmente alvo de pouca atenção dos participantes, torneio que reúne campeões das últimas Copa Sul-Americana e Libertadores vira obrigação para times

WAGNER CARMO/Gazeta Press
Cássio vibra após defender pênalti de Luis Fabiano na semifinal do Paulistão 2013

São Paulo e Corinthians disputam a partir da noite desta quarta-feira o que talvez seja a Recopa Sul-Americana mais importante da história. Se o título em si não irá acrescentar grande coisa para os clubes, derrotar o maior rival da atualidade, como um define o outro, certamente terá reflexos no restante da temporada para ambos.

Quem você acha que vence o clássico nesta quarta-feira? Deixe seu comentário

Em sua 20ª edição e normalmente alvo de pouca atenção dos torcedores – e mesmo dos times, já que a premiação de US$ 300 mil (mais de R$ 600 mil) é praticamente simbólica –, a conquista da Recopa 2013 é encarada como obrigação pelos torcedores. Em redes sociais, corintianos e são-paulinos exigem a vitória sobre o arquirrival.

Dentro de campo, o fato de ser um clássico regional coloca fogo na disputa. Rogério Ceni, goleiro do São Paulo, deixou claro que bater o Corinthians é até maior que vencer o troféu.

LEIA: São Paulo encara Corinthians e jejum para provar tradição continental na Recopa

“Será uma final importante, porque é uma competição internacional e teremos um rival tradicional. Vamos em busca desse título e, independentemente das dificuldades, precisamos vencer. Qualquer clássico ganha mais importância para nós e para eles", afirmou Ceni.

Mesma opinião tem Luis Fabiano: “É um jogo especial. Não só por ser uma final, mas por ser um clássico contra o Corinthians. Nosso grande rival hoje é o Corinthians por tudo que aconteceu, por todas as polêmicas que acontecem. É especial por ser Corinthians e importante por ser um título”.

MAIS: Guerrero diz que provocação são-paulina no Morumbi motiva o Corinthians

Luis Fabiano perdeu pênalti no Morumbi. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESSCássio vibra após defender pênalti de Luis Fabiano. Foto: WAGNER CARMO/Gazeta PressPato marcou o gol que garantiu o Corinthians na final. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressA Panicat Babi no estacionamento do Morumbi. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESSRafael Tolói acerta chute na cabeça de Emerson. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESSGanso sofre falta de Ralf. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressJadson domina a bola durante o clássico contra o Corinthians. Foto: WAGNER CARMO/Gazeta PressA Panicat Babi fez a festa da torcida antes do clássico. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESSA Panicat Babi marcou presença no Morumbi. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS

Pelo lado corintiano, o atacante Paolo Guerrero também não esconde que enfrentar o São Paulo tem um gosto a mais. O peruano falou que o título é o importante e que o fato de ser contra o arquirrival torna a vitória “mais gostosa”.

LEIA: Recopa Sul-Americana já teve edições no Japão e EUA. Relembre histórico

“Sair campeão da Recopa, essa é a maior motivação. A gente sabe que vai ser difícil jogar no Morumbi contra o São Paulo, mas tem essa obrigação. São dois jogos, a gente conhece o São Paulo bem, eliminou eles do Campeonato Paulista na semifinal. Sabemos que vai ser muito difícil e se a gente for campeão vai ser mais gostoso”, afirmou Guerrero.

A única vez que a Recopa foi disputada por times da mesma cidade foi em 1997. Na ocasião, os argentinos Velez Sarsfield e River Plate, ambos de Buenos Aires se enfrentaram em jogo único no Japão. O confronto terminou empatado em 1 a 1, com vitória do Velez nos pênaltis por 4 a 2.

A partida de ida da edição 2013 será realizada nesta quarta, no Morumbi. O duelo de volta está marcado para o dia 17, no Pacaembu.

Leia tudo sobre: são paulocorinthiansrecopa sul-americana 2013igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas