Diretoria do São Paulo regulariza Clemente Rodríguez e Denílson na CBF

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Jogadores estão à disposição de Ney Franco. Lateral argentino, no entanto, terá de cumprir suspensão e não poderá ser utilizado no jogo de ida da final da Recopa

Getty Images
Clemente Rodríguez: novo lateral do São Paulo está regularizado na CBF

O técnico Ney Franco ganhou uma boa notícia no início da noite desta segunda-feira. A diretoria do São Paulo acelerou as ações nos bastidores e conseguiu regularizar a situação do lateral esquerdo Clemente Rodríguez e do volante Denílson junto a CBF. Assim, os jogadores ficam à disposição do treinador são-paulino.

Denílson teve o contrato renovado na última semana, mas somente nesta segunda teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID). Com vínculo até 2017, o camisa 15 deve ser titular no primeiro jogo da Recopa Sul-americana contra o Corinthians, marcado para esta quarta-feira às 21h50 (de Brasília) no Morumbi.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Já Clemente Rodríguez, que assinou até junho de 2015, ainda não poderá entrar em campo com a camisa do São Paulo. Ele foi expulso em sua última partida pelo Boca Juniors na Libertadores e, por se tratar de uma competição da Conmebol, cumprirá suspensão na primeira final com o Corinthians.

Além da ausência confirmada para o confronto desta quarta, o argentino corre o risco de perder a volta no Pacaembu, no dia 17, se pegar mais partidas de gancho quando for a julgamento. Apesar da situação complicada logo no início de sua passagem pelo São Paulo, Clemente Rodríguez espera fazer história no Morumbi.

"Estou muito feliz com essa nova fase na minha carreira e quero entrosar rápido. Jogar em um clube como o São Paulo representa muito para mim. Vou dar meu máximo, quero muito fazer parte deste grande clube. Vou me dedicar para conquistar meu espaço e manter a grandeza do São Paulo. O clube já conquistou muitas coisas e quero ajudar em novos desafios. Vou fazer de tudo para que essa passagem seja maravilhosa", projetou o defensor de 31 anos.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas